quarta-feira, 16 de novembro de 2011

NBA: briga de gente grande


Atletas da NBA, por meio de seu sindicato, estão em pé de guerra com a NBA. Encerraram a última rodada de negociações, afirmaram que irão dissolver o sindicato e processar a NBA (Lei Antitruste)*, alegando que a liga agiu de má fé. Se essa ameaça concretizar-se, a briga vai para os tribunais que pode, agilizar o processo de acordo ou o processo ser contemplado com a habitual morosidade do judiciário - não é só no Brasil leva uma eternidade...
Bom, a temporada pode ser cancelada (sexta-feira irão definir isso) e ainda podemos ficar sem NBA por muito tempo (lembrem, se for para a justiça pode demorar muito).
Essa situação me faz perceber que grandes negócios trazem grandes riscos. A NBA é isso: um grande negócio. E um negócio que movimentou US$ 4 bilhões na última temporada, mexe com a paixão de tantos outros, como a minha, e com a vida de muitos atletas, os jovens universitários que passaram pelo draft e agora não possuem visibilidade suficiente para terem contratos semelhantes na Europa - aliás, a Europa sozinha não dá conta desse monte de jogadores. Até quando eles podem aguentar? São todos multimilionários?
Interessante acompanhar o blog do Fábio Sormani (Nada de acordo; NBA e NBPA voltam a se reunir nessa sexta-feira), que acompanha a NBA de perto e trás boas notícias do locaute.
Abaixo reproduzo informação da NBA que processará a NBPA, ou seja, briga de gente grande... 
É a Lei que se destina a punir práticas anticompetitivas que usam o poder de mercado para restringir a produção e aumentar preços, de modo a não atrair novos competidores, ou eliminar a concorrência. (Fonte: http://www.dicionarioinformal.com.br/antitruste/)


DECLARAÇÃO DO COMISSIONADO DA NBA DAVID STERN

NOVA YORK, 14 de novembro de 2011 – O comissionado da NBA David Stern emitiu a seguinte declaração:

"Em uma sessão de negociação em fevereiro de 2010, o Jeffrey Kessler, advogado da união, ameaçou que os jogadores abandonariam o processo de negociação coletiva e iniciariam um processo antitruste contra as nossas equipas se eles não conseguissem uma resolução da negociação que fora aceitável para eles.

"Em antecipação deste dia, a NBA entrou com uma acusação por praticas de trabalhos injustas no National Labor Relations Board afirmando que, em virtude de suas ameaças contínuas, o sindicato não estava negociando em boa fé. Nós também começamos um processo judicial no tribunal federal em antecipação desta mesma tática de negociação.

"A NBA tem negociado em boa fé durante todo o processo de negociação coletiva, mas - porque a nossa proposta de negociação revisada não foi do seu agrado - o sindicato decidiu realizar a ameaça do Sr. Kessler.

"Vamos ter um acordo novo de negociação coletiva no futuro, mas a temporada de 2011-12 está agora em perigo."

domingo, 13 de novembro de 2011

10 perguntas para Carlos Nunes


Via Clipping do Basquete, do sempre dedicado basqueteiro Alcir Magalhães, recebi esses questionamentos realizados por José Alberto Valle Pereira, o Beto de SC e que por muito tempo trabalhou junto ao presidente da federação daquele estado. Com autorização do autor, publico aqui as perguntas, pois são importantes para o basquete brasileiro.
Porém, tomo a liberdade de acrescentar as questões, uma pessoal: 
  • as federações irão permitir que Carlos Nunes se reeleja ou que faça o Grego como sucessor? continuaremos nesse parlamentarismo velado atual (Carlinhos Laranja e Brunoro exercendo o comando) ou voltaremos ao passado para vermos mais 16 anos de sofrimento em nível internacional?
Se sim, é melhor voltarmos a jogar pok-ta-pok e formarmos uma nova confederação - um dia evoluiremos e chegaremos ao basquete novamente, longe desses predadores...
Abaixo, as questões que Beto formulou, enviou à CBB e não obteve resposta. Isso, em três ocasiões diferentes.
-------------------------------------------------------------------------------------
Ilustre presidente Carlos Nunes

Repetimos os questionamentos enviados por 3 vezes e não respondidos, acrescidos de mais 3, lembrando que as respostas são de interesse de todos os basqueteiros.
A confirmar pela gestora
  1. Haverá  proposta de alteração estatutária para permitir prorrogação do mandato ou antecipação da eleição para garantir-se até 2016 na assembléia de 28/11?
  2. O  repasse mensal dos auxílios as federações estão ou não atrasados?
  3. Os salários dos funcionários estão atrasados?
  4. É real a saída do Diretor Técnico André Alves?
  5. porque não houve o repasse do Ministério para custeio da LDO e a LNB teve que resolver o problema?
  6. O prêmio dos atletas pela classificação do Pré Olímpico somente será pago em dezembro? E que o prêmio da feminina é menor que o da masculina?
  7. Os Brasileiros de Base estão e sendo cancelados por falta de verba?


Novos questionamentos a confirmar:
  1. Para quando está prevista a liberação da última parcela da Eletrobrás?
  2. Procede a notícia que corre de que o TCU está na Eletrobrás avaliando os contratos da empresa com entidades esportivas?
  3. Procede a informação de que as pautas das reuniões são sigilosas e os presidente não tomam conhecimento?

Beto - SC