terça-feira, 16 de outubro de 2012

Liga Sul-America 2012



Devagar, volto ao blog, principalmente pelo retorno de nosso basquete em âmbito nacional e internacional. Abstive-me de comentários olímpicos, pois fui mais torcedor do que blogueiro. Esperava mais? Sim, queria mais, mas o resultado foi justo, pela ausência de nossa seleção em edições dos Jogos Olímpicos desde 1996 e pela mudança de filosofia implantada por Rubén Magnano. Só tenho uma crítica que vou manter: esqueçam Larry Taylor! O medíocre jogador americano não cabe em nossa seleção. Provavelmente com o projeto de seleção sub-23 da CBB, possa surgir um ou dois armadores reservas para Huertas que lhe permita descansar e não comprometa o desempenho da equipe. O estilo LT de decidir o jogo, não cabe na seleção.
Bem, mas voltando ao tópico proposto, logo teremos NBB e NBA. Além do Campeonato Paulista, que já esta em sua segunda fase, o basquete brasileiro volta a ativa. Equipes brasileiras participam da LIGA SUL AMERICANA DE CLUBES. Hoje, Brasília começa os jogos de seu grupo, em casa. A SporTV não colocou na grade de programação de hoje e de amanhã (16 e 17/10/2012) os jogos, mas esta lotada de futebol, até eliminatórias da CONCACAF para 2014 que não importa nada para nós. No site da Liga Nacional de Basquete consta que os jogos do Brasília serão transmitidos, mas já começou em Brasília o primeiro e nada, em nenhum canal da SporTV. 
Eles transmitem o que querem, eu sei! Acontece que eu, como assinante/pagante do canal, reclamo da enxurrada de futebol e a ausência do basquete. Quero mais basquete!
Abaixo um resumo da Liga Sul-Americana de Clubes, seu sistema de disputa, equipes brasileiras e datas já definidas. Boa leitura!
GRUPO B
1ª Rodada – Terça-feira (dia 16)
19h10 – Malvin (URU) x Regatas Corrientes (ARG)
21h20 – UniCEUB/BRB/Brasília x Amistad (BOL)
2ª Rodada – Quarta-feira (dia 17)
19h10 – Regatas Corrientes (ARG) x Amistad (BOL)
21h20 – Malvin (URU) x UniCEUB/BRB/Brasília
3ª Rodada – Quinta-feira (dia 18)
19h10 – Amistad (BOL) x Malvin (URU)
21h20 – UniCEUB/BRB/Brasília x Regatas Corrientes (ARG)
OBS: Horário de Brasília.

DEMAIS EQUIPES BRASILEIRAS
Pelo grupo A, o E. C. Pinheiros jogou em Ibarra (Equador) e classificou-se em segundo, atrás do Obras Sanitárias (Argentina).
De 23 a 25/10/2012 será a vez do Flamengo enfrentar, em Mar del Plata (Argentina), pelo grupo C:
·        Peñarol de Mar Del Plata (Argentina),
·        Hebraica Macabi (Uruguai), 
·        Deportes Castro (Chile).
No início de novembro (01 a 03/11/2012) o São José entrará em quadra pelo Grupo D, em La Guaira na Venezuela, para enfrentar:
·        Tiburones de Vargas (Venezuela),
·        El Bosque (Peru) e
·        Libertad Sunchales (Argentina)
Entre 13 e 15/11/2012 jogarão, já pelas quarta-de-final e pelo grupo E, quatro equipes distribuídas de acordo com os interesses da FIBA Américas e dos oito clubes classificados. As outras quatro equipes jogarão, pelo grupo F, de 20 a 22/11/2012. Os dois primeiros de cada grupo classificam-se para o Final Four, de 04 a 06/12/2012.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Em busca de mais basquete: a história de João e o necessário debate sobre formação


Oi meu nome e JOÃO eu e meus outros 2 amigos estamos interessado nesta equipe somos de campinas eu sou sub17 jogo de armador ou ala estava atuando no PR tenho 1,81 de altura, meu outro amigo MARCOS tb mora em campinas e sub17 atuava em XXXXX sao paulo ele tem 1,89 e ala pivo ou ala, o outro e sub16 tem 1,88 atuava na XXXXXX ele tambem e de campinas... estamos parados sem clubes a um mes proximadamente mais estamos treinando e um ritmo e queremos fazer testes pratico para atual ano que vem 
caso tenha interesse mantem contato cel XX XXXX-XXXX tim XX XXXX-XXXX claro nos ajude grato.

Pois é, a situação do basquete brasileiro nos leva a atitudes desesperadas como essa - um guri procura na internet algum clube fora do grande eixo e sai desesperadamente em busca de um espaço nessa equipe. Talvez não seja um expoente na sua categoria, mas se bem trabalhado poderia tornar-se um. No entanto, quer correr para o fim do RS em busca de uma oportunidade. O normal é os gaúchos correrem para SP em busca da tacada final.

O que ocorreu com o basquete nos últimos 20 anos é assustador. Canso de falar disso aqui, partindo de minha experiência no RS, mas tendo oportunidades de conversar e trocar experiências com pessoas qualificadas de SP, RJ, MG, NE e estão todos no mesmo nível: à míngua  SP mantém-se pela força da estrutura que construiu no passado, mas já temos sinal da crise que também o ataca: o feminino já ruiu, a base não é a mesma, várias equipes tradicionais fecharam e os jogadores são cada vez menos preparados - tanto tecnicamente como academicamente (basta ler o e-mail que reproduzi acima).

A responsabilidade disso é de quem? Quem deixou de fazer o que era correto, necessário e prejudicou o desenvolvimento do basquete em cada cidade, em cada Estado? A crise é nacional, mas a base do problema é estadual. Como uma federação esportiva depende somente da confederação para sobreviver? Como a confederação vai injetar milhões nas federações sem prejudicar o trabalho com seleções, nacionais de base e etc.? 

Temos que ter uma política esportiva séria em cada Estado, cuidar dos clubes locais, em cada região de cada Estado e fomentar, com urgência, o desenvolvimento do esporte escolar. Quem sabe assim gurizada como o João e o Marcos (nomes fictícios) conseguem permanecer em seus municípios, estudar e colocar o basquete como plano B e não ao contrário?