quarta-feira, 12 de agosto de 2015

As 10 melhores temporadas de novatos da história


  
   


   Enquanto esperamos por mais um temporada do melhor basquete do mundo, muito se especula sobre o que os novatos podem contribuir de imediato e o que eles precisam melhor. Não é fácil se ajustar ao estilo de vida de um jogador profissional, e ao mesmo tempo jogar na melhor liga do mundo, realizando um sonho para muitos. 
   Alguns jogadores lutam muito no começo, mais em poucos anos se consolidam, outros levam muitos anos para encontrar o seu espaço e outros tantos não encontram. Há um seleto grupo de jogadores que mostram o seu potencial logo de cara, e em poucos anos são astros da NBA.  Sendo assim, aqui abaixo temos uma lista das melhores temporadas de novato da história, entendam que são apenas 10 e que outros bons ficaram de fora.
   10° Tim Duncan (1997/98): os números de Tim Duncan em sua temporada de estréia não são muito mais baixos que os de sua carreira, mostrando o quão rápido Duncan teve um impacto positivo nos Spurs. As médias de 21.1 pontos, 11.9 rebotes e 2.5 tocos por jogo fizeram dele o novato do ano e membro do All-NBA Primeiro Time, uma grande honra para o Big Fundamental em sua ilustre carreira.
   9° Larry Bird (1979/80): Larry Legend já era um jogador completo para o Boston Celtics como novato, ajudando os Celtics a chegar a 61 vitórias na temporada. Ele foi o novato do ano com médias de 21. 3 pontos, 10.4 rebotes, 4.5 assistências e 41% de aproveitamento dos arremessos de 3.
   8° Shaquille O'Neal (1992/93): O Big Diesel deixou sua marca na NBA já em seu primeiro jogo, com um nível físico incomum na liga naquela época. Além de dominar o garrafão, corria por toda a quadra, buscava bolas perdidas e fazia passes incríveis para um cara do seu tamanho. Shaq se tornou o tesouro do Magic em sua caminhada para ser o Novato do Ano, com médias de 23.4 pontos, 13.9 rebotes e uma incrível marca de 3.5 tocos por jogo.
   7° Kareem Abdul-Jabbar (1969/70): Antes de trocar o nome, Abdul-Jabbar era Lew Alcindor, a primeira escolha do Draft de 1969 dominava no ensino médio e na faculdade com seu físico alto, magro e combinado com um gancho imparável. Como novato teve médias de 28.8 pontos e 14.5 rebotes, e já na sua segunda temporada venceu o seu primeiro título da NBA. 
   6° David Robinson (1989/90): David Robinson não teve a mesma sorte de Duncan, e contando com um elenco de apoio médio, ajudou o time a vencer 35 jogos a mais que na temporada anterior e foi o Novato do Ano. Nessa temporada teve médias de 24.3 pontos, 12 rebotes e 3.9 tocos por jogo, acertando 53% dos arremessos de quadra.
   5° Walt Bellamy (1961/62): Em 1961 o Chicago Packers foram a piada da liga, mesmo com os esforços Wilt, a franquia teve recorde de 18-62. Suas médias eram altas, pois ninguém ao seu lado podia fazer muito, com 31.6 pontos, 19 rebotes e 2.7 assistências lhe renderam o prêmio de Novato do Ano, mas nada que salvasse a temporada do Chicago.
   4° Oscar Robertson (1960/61): O Big O é o único jogar da história da NBA a ter médias de triplo-duplo em uma temporada, e ele quase fez isso como novato. O Novato do Ano, selecionado pelo Cincinnati Royals, foi eleito para o All-NBA Primeiro Time e teve médias de 30.5 pontos, 10.1 rebotes e 9.7 assistências.
   3° Michael Jordan (1984/85): Ficou claro desde o início que o Portland Trail Balzers tinha cometido um erro ao não escolher Jordan. Ele tornou-se o trunfo do Chicago Bulls e já de cara deu indícios do que seria a sua brilhante carreira. Durante a campanha de Novato do Ano, teve médias de 28.2 pontos, 6.5 rebotes e 5.9 assistências, com 14 ações de vitória.
   2° Magic Johnson (1979/80): O Los Angeles Lakers já tinha um elenco sólido quando Magic foi escolhido na primeira posição, mas mesmo assim ele teve médias de 18 pontos, 7.7 rebotes, 7.3 assistências e 2.4 roubos de bola por jogo. Magic foi eleito o MVP das Finais como novato, anotando 42 pontos e pegando 15 rebotes, com 7 assistências no 6° Jogo Decisivo contra os Sixers na Philadelphia.
   1° Wilt Chamberlain (1959/60): Esse Novato do Ano era basicamente um homem no meio dos meninos em sua temporada de estréia pelo Philadelphia Warriors, ou pelo menos é o que os seus números mostram. Wilt foi o MVP da liga e tirou o Philadelphia do pior recorde da liga para o segundo melhor. Suas médias incríveis foram de 37.6 pontos e 27 rebotes por partida.

Postar um comentário