sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Chegando ao fim

Três astros, três mitos, três Hall da Fama

   Três astros da NBA e futuros Hall da Fama estão com as carreiras perto do fim, e as oportunidades de vê-los jogando está cada vez menor. Me refiro a Kobe Bryant, Kevin Garnett e Tim Duncan.
   Kobe: o terceiro maior cestinha da história, cinco vezes campeão da NBA com os Lakers e considerado por muitos o melhor Laker da história, com dois títulos de MVP das finais, campeão de enterradas, duas vezes cestinha, uma vez MVP e 17 vezes All-Star. Nada que Kobe faça até o final da temporada irá ferir ou manchar o seu legado como um dos maiores da história, mas alguns momentos estão sendo difíceis de assistir. Kobe perdeu 123 jogos em 2013/14 e 2014/15, e nessa temporada já perdeu três de onze jogos, tomara que as lesões não sejam o ponto final dessa bela carreira.
   Duncan: Poucos, talvez ninguém, consiga igualar as realizações de Tim Duncan na sua carreira de 20 anos, mesmo brilhante, sem nada de alarde. Nunca houve nada chamativo no seu estilo de jogo, mas o "Big Fundamental" foi uma força dominante e silenciosa nos cinco títulos dos Spurs, ajudando a elevar a franquia desde sua escolha em 1997. O astro completará 40 anos nessa pós-temporada e a franquia já trouxe o seu substituto, LaMarcus Aldridge. Mas ainda assim a franquia deve querê-lo na quadra o máximo possível, já que ele é uma máquina ofensiva de elite, mas sua despedida das quadras começa a se aproximar.
   Garnett:Big Ticket viveu um dos melhores momentos da sua carreira com o Minnesota Timberwolves, e eles nunca lhe deram um elenco de apoio que pudesse chegar a um título. O atleta tinha que sair da cidade para ser campeão, mas certamente é muito bom tê-lo de volta onde sua carreira começou a decolar. Suas maiores contribuições para os Wolves em sua segunda passagem é como um mentor para os jovens da equipe, particularmente para a primeira escolha do Draft, Karl-Anthony Towns. KG vai completar 40 anos antes do início da próxima temporada, e quando se aposentar  será como um dos maiores alas/pivôs de todos os tempos da NBA.
Postar um comentário