domingo, 1 de novembro de 2015

Heróis do passado: Mel Daniels

3x Campeão da ABA
   Hoje nossa série fará uma homenagem a Mel Daniels, que faleceu na última quinta-feira dia 30 aos 71 anos. O pivô membro do Hall da Fama fez muito sucesso na liga pelo Indiana Pacers, e hoje vamos contar um pouco mais sobre a sua carreira.
   Daniels estudou e jogou em Pershing High School, em Detroit, Michigan, que também produziu Spencer Haywood, Ralph Simpson, Kevin Willis e Steve Smith. Ele jogou na universidade por New Mexico Lobos, onde teve médias de 20 pontos e 11.1 rebotes por jogo e foi nomeado All-American. 
   Ele foi selecionado na nona posição do Draft da NBA de 1967 pelo Cincinnati Royals, e foi selecionado também pelo Minnestoa Muskies da ABA. No momento ele optou por atuar na ABA. Na temporada de 1967/68 foi eleito o novato do ano com médias de 22.2 pontos e 15.6 rebotes, antes de ser negociado para o Indiana Pacers, e em seguida, a ABA fundir-se com a NBA. Daniels foi o ABA MVP em 1969 e 1971, levando o Indiana Pacers a três títulos da ABA
   Participou de 7 All-Star Games, e foi o MVP do All-Star Game de 1971 quando anotou 29 pontos, pegou 13 rebotes e distribuiu 3 assistências. Liderou a ABA em média de rebotes por três temporadas, e é o líder da ABA em rebotes de todos os tempos com 9494 e em média da carreira com 15.1 rebotes por jogo. Durante a sua carreira na pós-temporada, pegou um total de 1608 rebotes o que o coloca como 12° na história do basquete. Ele ainda jogou a temporada de 1976-77 pelo New York Knicks antes de se aposentar.
Homenageado pelos Pacers
   Depois de se aposentar atuou na equipe técnica de seu treinador da faculdade, Bob King, na Indiana State, onde treinou o futuro Hall da Fama, Larry Bird. Juntou-se ao escritório do Indiana Pacers em 1986 e foi Diretor Pessoal dos Jogadores até outubro de 2009. Em 1997 foi eleito para o ABA Time de Todos os Tempos e em 2012 entrou no Hall da Fama. É um dos quatro jogadores a ter sua camiseta aposentada pelo Indiana Pacers, o número 34 está no teto da Bakers Life 
Fieldhouse.
   Abaixo um vídeo sobre a carreira do craque:

Postar um comentário