domingo, 5 de maio de 2013

Incansáveis

   O Chicago Bulls, provou na noite passada que é realmente uma equipe incansável, mesmo sem Deng e Hinrich com problemas médicos, a equipe das cidades dos ventos venceu o jogo 7 contra os Nets. Vou, antes de mais nada, trazer um momento nostalgia aqui, já que mais ou menos nessa situação no ano de 1997 contra o Utah Jazz, Michael Jordan, jogando com 39° de febre e dor de cabeça, recorrentes de um entoxicação alimentar, decidirá o jogo e levará os Bulls a mais um triunfo e praticamente garantir o 5° título da franquia.
   A história de superação e a raça de Jordan pareciam estar em quadra com os Bulls, no jogo 6 mesmo, em um tempo pedido por Thibodeau, Nate Robinson, que jogava com uma forte gripe, acabou vomitando numa lata de lixo que pediu para lhe alcançar. Pensem só a motivação que os caras tinham, jogar com febre ou doente é complicado demais, já joguei doente e nem me mexia direito, mas os caras voavam e brigavam por todas as bolas possíveis. Mas, voltando ao jogo passado, tivemos mais uma aula de defesa do Chicago Bulls, provavelmente a melhor defesa da competição, com superioridade em rebotes defensivos e com uma mão precisa, acertando 92,3% dos lances livres e sendo superior em aproveitamento de 3 pontos (33,3%)  e de quadra (48,8%) a equipe da cidade dos ventos, não ficou atrás do placar em nenhum momento da partida, terminando o primeiro tempo com 17 pontos de vantagem (61 a 44).
   O pior momento dos Bulls foi o terceiro período, onde perderam na parcial por 31 a 21, mas de nada adiantou. O destaque dos Bulls foi novamente Joakim Noah, pra mim um dos melhores pivôs da liga, um cara alto, ágil, inteligente e com a melhor qualidade possível, aguerrido. Noah terminou a partida com 24 pontos, 14 rebotes e 6 tocos, sua melhor marca em Playoffs, além dele, Boozer contribuiu com 17 pontos e 7 rebotes e o cara que aproveitou a chance de ser titular, Bellinelli anotou 24 pontos, mostrando frieza nos lances-livres, já que no último período se errasse algum lance batido poderia ver a vitória escapar por entre os dedos. 
   Os Bulls, ainda bateram uma marca considerável da luga, 80% das equipes da casa no jogo 7 consegue a classificação, mas dessa vez não. Agora nas semifinais os Bulls enfrentam a forte equipe do Miami Heat, mas como torcedor e com a força apresentada eu não descarto a possibilidade de uma série equilibrada e quem sabe com uma vitória dos Bulls. Agora é só acompanhar as partidas da série e torcer. GO BULLS, SEE RED!!
Postar um comentário