quarta-feira, 5 de junho de 2013

O inevitável

O jogo decisivo
       Na  noite passada o inevitável aconteceu na NBA, em um jogo sem muitas dificuldades a equipe do Miami bateu os fortes Pacers, que lutaram bravamente até o fim mas não foram páreo para Lebron e sua grande atuação.
    Em uma partida marcada por uma atuação monstruosa do Lebron, que conseguiu anotar 32 pontos, 8 rebotes e 4 assistências, sendo  encarregado de marcar Paul George que foi anulado, The King ainda acertou 15/16 lances-livres , e foi ajudado por Dwyane Wade que fez 21 pontos e pegou 9 rebotes (6 ofensivos) e também por Chris Bosh que anotou 9 pontos e pegou 9 rebotes. Desde a chegada  do Big Three a Miami, a equipe da Flórida sempre chegou as finais da NBA, sendo campeões em uma oportunidade.
Birdman, mostrou-se fundamental para o Heat
    O jogo começou muito equilibrado, com os Pacers vencendo o primeiro período por 21 a 19, mas ai a forte marcação do Heat prevaleceu fazendo com que o Indiana tivesse 21 desperdícios de bola, o que mudou o rumo da partida. Os destaques dos Pacers foram os mesmos, Roy Hibbert cestinha da equipe com 18 e 8 rebotes, cometendo sua quinta falta no meio do terceiro período, prejudicando e muito sua equipe. David West não obteve o mesmo desempenho do restante da série, anotando 14 pontos e pegando apenas 6 rebotes, George Hill fez 13 pontos e distribuiu 3 rebotes, enquanto Lance Stephenson conseguiu 10 pontos, 6 rebotes e 5 assistências. O All-Star Paul George, muito bem marcado e sentindo a pressão de Lebron durante toda a partida, marcou apenas 7 pontos, 7 rebotes e 4 assistências, antes de ser excluído com a sexta falta. 
Bosh voltando a jogar melhor, ainda não atuou bem nos Playoffs
     Foi a segunda vez seguida que Miami elimina Indiana, porém dessa vez os Pacers levaram a decisão até o jogo 7. Acredito, assim como Frank Vogel em entrevista a NBA ao final do jogo, que os Pacers tem muito futuro juntos, a equipe é composta de muitos atletas jovens e que tem muito o que evoluir na liga ainda. Talvez, nas próximas temporadas a equipe de Indiana seja vista como mais um candidato ao título da NBA, até mesmo porque Danny Granger retorna ao grupo.
     Para o Heat fica a lição de que se não jogarem com Lebron, sozinho ele não fará milagres, isso não funcionou nos Cavaliers e não funcionará agora, por melhor que seja o basquete é um esporte coletivo e erros assim são punidos na bola. Agora teremos uma grande final, com duas equipes fortes, mas com um diferencial, enquanto os Spurs possuem um dos melhores técnicos da NBA, a equipe do Heat "não tem um técnico", como afirmou Zé Boquinha. O Heat joga para o Lebron, os Spurs jogam pro técnico, têm uma disciplina tática muito grande e sabem conduzir o jogo. Vamos torcer e ver quem ganha, eu aposto nos Spurs e você?
   
         
Postar um comentário