quarta-feira, 19 de junho de 2013

Temos um jogo

Ray Allen e a cesta da partida
    Em uma partida fantástica na noite passada a equipe do Miami Heat força o jogo 7, e que jogo o de ontem, após a cesta de Ray Allen que levou o jogo para a prorrogação no tempo extra Chris Bosh garante a vitória com um toco em cima de Danny Green. Ontem foi um jogo digno de final, com muita emoção e muita intensidade.
   A equipe de Gregg Popovich entrava com a vantagem nas mãos, só precisava confirmar mais uma vitória, mas não foi o que aconteceu. Mesmo com uma atuação de gala de Tin Duncan que anotou 30 pontos e anotou 17 rebotes, de Tony Parker que anotou 19 pontos e distribuiu 8 assistências e de Kawhi Leonard, que fez 22 pontos e pegou 11 rebotes, além de roubar 3 bolas, mas nada disso adiantou. Os demais colegas não foram bem, Danny Green conseguiu apenas 3 pontos, acertando 1/8, sendo muito marcado e Ginobili que foi o cara do jogo 5 não jogou bem, anotou 9 pontos e 3 assistências e conseguiu o maior desperdícios de bola da carreira (8). Em alguns momentos estiveram vencendo a partida, abrindo uma vantagem de 10 pontos, mas em momentos cruciais erraram na marcação e pagaram por isso. Ao final da partida, vencendo por dois pontos, kawhi Leonard teve dois lances para bater e converteu apenas um, no lance seguinte Ray Allen empatou o jogo e levou para prorrogação.
Estratégia de não deixar Green livre funcionou
   Pelo lado de Miami, o destaque maior vai para Ray Allen que anotou 9 pontos e a cesta que levou o jogo par prorrogação e Chris Bosh que conseguiu 10 pontos e 11 rebotes, bloqueando Tony Parker e em seguida bloqueando Danny Green que faria a cesta que garantia a segunda prorrogação. Lebron James anotou um triplo-duplo, conseguindo 32 pontos, 10 rebotes e 11 assistências, sendo 18 pontos convertidos no 4° período e na prorrogação, bem diferente do Lebron dos outros jogos que sumia nas horas de decisão, e tudo isso graças a sua testeira, depois de a perder em uma enterrada The King resolveu jogar. Wade fez 14 pontos e deu 4 assistências, Mario Chalmers jogou bem e terminou com 20 pontos (4/5 do perímetro) e 4 rebotes. Quem entrou muito bem foi Shane Battier que anotou 9 pontos e Chris Andersen que apesar de apenas 1 ponto, pegou 4 pontos e baixou o sarrafo nos Spurs, sabendo usar suas faltas e parar os adversários.
Os nomes da partida
    Na quinta ocorre o jogo decisivo, com vantagem dos Spurs ainda, já que nunca ficaram atrás em uma série de Playoffs e jamais perderam uma final de NBA.   

Postar um comentário