domingo, 16 de novembro de 2014

A "maldição" de Rose

Fase de lesões continua
   Antes de mais nada, não tenho opinião formada sobre as forças do oculto (sorte e azar), mas analisando os últimos dois anos de Rose já daria para dizer que o cara é "azarado".
   Como professor de Educação Física não posso me basear nisso, vou tentar discutir aqui o porque isso acontece, e mostrar que Rose é apenas mais um exemplo dos muitos outros jovens atletas que sofrem com lesões constantes. Porque isso acontece? Alguns estudos (Gantus e Assumpção, 2002; Dario, Barquilha e Marques, 2010; Rose, Tadiello e Rose Junior, 2006), apresentam em seus resultados que o excesso de treinamento pode acarretar em lesões, assim como as lesões repetitivas ocorrerem por um tempo inadequado de recuperação. Acontece, muitas vezes, que o membro não lesionado se sobrecarrega e fica mais suscetível a lesões (caso do Rose), outro fator relevante é a quantidade de treinamentos a que são sucedidos os atletas desde muito pequenos, pois um atleta profissional segundo um estudo, deve ter pelo menos 10000 horas de treinamento, algo em torno de 10 anos. Agora pensem, com 16 anos esses jovens já chegam ao auge, ou seja, treinam pesado desde os 6 ou 7 anos, como não iriam se machucar?
   O pior é que agora Rose possuí um corpo e mente sobrecarregados, sempre que retorna de lesão e começa a se reencontrar com seu jogo ele sofre uma lesão. Eu nem imagino o que passa na cabeça de Rose, em seu lugar eu estaria com medo de me lesionar novamente, jogaria sempre me poupando. Mas se ele fizer isso acaba com a equipe, que depende muito dele e os fãs vão pegar no pé, pois pra que um time vai querer um jogador que não dá o máximo? Rose está enfrentando o momento mais difícil de sua carreira, com apenas 26 anos já lesionou os dois joelhos, os dois tornozelos nessa temporada e sua lesão mais recente, no tendão do pé esquerdo, essa nada de muito grave e o armador deve voltar logo. 
   Como torcedor dos Bulls a situação é bem preocupante, pois sem o Rose o time rende menos e as chances de chegar aos Playoffs ficam menores e o caminho mais tortuoso. Mas como "atleta" e pessoa, entendo o drama que passa o astro, torço sinceramente que ele volte bem dessa nova lesão e que possa ter uma carreira repleta de sucesso, e não de lesões. 
Postar um comentário