domingo, 14 de dezembro de 2014

Incomparáveis

   
Lendas não precisam ser comparadas
   Vivemos um momento diferente e de expectativas nessa temporada da NBA, Kobe está a poucos pontos de passar Jordan e tornar-se o 3° maior cestinha da história da NBA. E o que muda?
   Absolutamente nada, para os fãs de Kobe é uma chance de encher a boca e falar que ele tem mais pontos que Jordan, porém os fãs de Jordan rebaterão dizendo que MJ tem uma média de pontos maior (30.1 ppj) e que chegou a 32.292 pontos jogando menos partidas e arremessando menos. É uma discussão totalmente desnecessária e que até pouco tempo eu fazia, sou fã de Jordan e sempre disse que ele era o cara, o melhor de todos, ainda penso assim, mas parei de compará-lo com Kobe, até porque o Black Mamaba é o melhor da sua geração. Vejo da mesma forma que comparar Pelé e Maradona, Pelé para os brasileiros é o rei do futebol, para os argentinos é Maradona, cada um tem o seu favorito.
   A alguns anos atrás Jordan disse sobre as comparações entre ele e Kobe: "Parem de nos comparar, antes faziam isso entre eu e Magic, agora eu e Kobe." Concordo com MJ, ambos são incomparáveis, mesmo que Kobe tenha os mesmo movimentos que Jordan, que passe Jordan nos pontos, que seja o único em um quesito e Joran o único em outro, não há razão para compará-los. O esporte é feito por gerações, antes de Jordan vieram Wilt Chamberlain, Bill Russel, Doctor J, Magic Johnson, Larry Bird, sempre se falando e comparando um com o outro, e agora todos são lendas, todo mundo conhece eles, assim como Jordan e Kobe. Lembro de ouvir muitas vezes a frase: "O novo Jordan", sempre comparando um jovem promissor com MJ, o que era bom e ruim ao mesmo tempo, bom pois o jovem mostrava potencial, aparentava ter um futuro promissor, e ruim pois o mesmo entrava em um mundo de expectativas e cobranças. Quantos "Novos Jordans" não tiveram sucesso?
   Normalmente comparamos atletas e pensamos como seria jogassem na mesma época? Como seria uma partida entre os dois? Quem venceria? A NBA nos propiciou diversas partidas entre Kobe e Jordan, isso vale mais que qualquer comparação, precisamos entender que as gerações passam e o astros mudam, tanto que o astro da geração 2000 é Lebron James. Com o passar dos anos novos astros surgem, novas lendas se criam e essa é a beleza do esporte, a renovação de estrelas que mantém o amor pelo esporte das pessoas em alta.
Postar um comentário