domingo, 4 de janeiro de 2015

Sem Lebron, sem problema

   
Love comandou os Cavs, jogando como nos tempos de Wolves
   Sexta a noite os Cavaliers provaram que podem se virar sem Lebron, com o astro duas semanas fora por lesão sobrou para Love e Irving carregar a equipe no triunfo fora de casa contra os Hornets.
   Mesmo com um começo de jogo conturbado, com muitos erros de marcação e se mostrando perdidos em quadra algumas vezes, os Cavaliers conseguiram recuperar uma diferença de 11 pontos do primeiro tempo e vencer a partida por 91 a 87. Os destaques dos Cavs foram Kevin Love, que jogou como nos tempos de Timberwolves, anotando 27 pontos e pegando 5 rebotes, convertendo 3/4 dos arremessos de três pontos. E Kyre Irving que apesar do baixo aproveitamento, somente 8 em 27 dos arremessos, anotou 23 pontos, deu 3 assistências, pegou 4 rebotes e roubou 4 bolas. Um destaque defensivo foi Thompson, o ala/pivô que atuou como pivô, pegou 14 rebotes sendo 6 ofensivos e ainda anotou 14 pontos, fechando  o jogo com um duplo-duplo. Outro jovem que veio bem do banco foi Waiters, anotando 17 pontos, 4 roubos de bola e 5 rebotes.
   Pelo time da casa o destaque foi Henderson, o cestinha dos Hornets com 14 pontos, 4 assitências e 8 rebotes, juntamente com Michael Kidd-Gilchrist que anotou um duplo-duplo com 12 pontos e 10 rebotes. Quem se ausentou da partida foi Kemba Walker, ficando bem abaixo de suas médias com apenas 10 pontos e 5 assistências, convertendo 4 arremessos em 16 tentados. Aliás, o jogo foi um massacre ao aro, ambas as equipes amassaram o aro, terminando com aproveitamento abaixo dos 40% (Cavs 37,9% e Hornets 36,8%). Vamos ver como os Cavs se saem na sequência sem Lebron, e se mantem um bom rendimento, estando atual mente em 5° no lado leste a franquia esta indo aos playoffs, mas seu técnico é muito contestado e dizem que pode não resistir até o final da temporada. Enquanto isso os Hornets vem mais uma vez com uma equipe mediana e tropeçando aqui e ali, estão longe dos playoffs e é pouco provável que cheguem lá.
Postar um comentário