sábado, 28 de fevereiro de 2015

Heróis do passado: John Havlicek

Destaque no basquete e futebol americano
   A nossa série continua e hoje vamos falar de uma lenda dos Celtics, John Joseph "Hondo" Havlicek, o ala de força/ ala armador de 1,96 e 92 kg conquistou vários títulos e fez parte de uma das gerações mais vitoriosas da história dos Celtics.
   Nos tempos de basquetebol universitário atuava por Ohio State, juntamente com John Lucas, sendo treinado pelo lendário técnico Bobby Knight, vencendo o título da NCAA de 1960 como reserva. Ainda nesse ano, foi nomeado para ser uma opção da seleção olímpica. Em 1962 foi selecionado na sétima posição pelos Celtics, e também pelo Cleveland Browns da NFL. Chegou a atuar com os Browns como wide receiver nos treinamentos, porém optou dedicar-se ao basquetebol, sendo treinado por Red Auerbach que dizia que Havlicek era a "coragem da equipe". ficou conhecido por sua resistência, sendo difícil para seus adversários o acompanharem em quadra. 
   Havlicek mudou o papel do sexto homem, e foi imortalizado por uma roubada de bola nos segundos finais de uma partida em 1965, dando a vitória aos Celtics nas finais de conferência. O ala é o líder de todos os tempos dos Celtics em pontos (26.395), 13° maior cestinha da NBA, atuou por 1270 partidas (17° que mais jogou na história da liga), foi o primeiro jogador da história a marcar 1000 pontos em 16 temporadas consecutivas, detêm o recorde de maior número de pontos em um único período de prorrogação nas finais, com nove pontos nas finais de 1974. Foi um dos melhores sextos homens da história, desempenhando esse papel apenas no começo da carreira, ele foi um dos alas mais versáteis da liga, bom como ala e como armador, um finalizador de contra-ataques excepcional, excelente marcador e finalizador, com uma grande versatilidade de arremessos e jogadas, Bill Russell resumiu a carreira do companheiro como "o melhor jogador 'all-around' que já vi". Além disso, o ala era o tipo de jogador que faria o possível para a equipe vencer, sofrer faltas, fazer faltas, roubar bolas, pegar rebotes e pontuar, ele realmente era a coragem da equipe.
   Possuí 8 títulos da NBA (1963-1966, 1968-1969, 1974-1976), 1 MVP das finais (1974), 13 vezes consecutivas All Star (1966-1978), 4 vezes consecutivas selecionado para o primeiro time da liga (1971-1974), 7 vezes selecionado para o segundo time (1964, 1966, 1968-1970, 1975, 1976), teve seu número #17 aposentado pelos Celtics, e terminou a carreira com 20.8 pontos, 6.3 rebotes e 4.8 assistências de média. Foi um jogador all-around de muita qualidade, e que marcou época mudando as funções de um sexto homem e tornando-o fundamental para o sucesso de uma equipe. 
   
Postar um comentário