segunda-feira, 16 de março de 2015

Jogaço e confusão

Jogo pegado, com erros de arbitragem e muita discussão

   A um tempinho não escrevo especificamente sobre uma partida, mas essa merece, o duelo de ontem entre Rockets e Clippers foi marcado por muita disputa, confusões e erros de arbitragem grotescos.
   O jogo marcava o retorno de Blake Griffin após quinze partidas, e o mesmo jogou com muita vontade, anotando um duplo-duplo com 11 pontos e 11 rebotes. Quem se destacou pelos Clippers foi Chris Paul com 23 pontos e 5 assistências, e DeAndre Jordan o monstro do garrafão com míseros 5 pontos e absurdos 20 rebotes. Pelo time adversário o destaque óbvio foi James Harden, o ala anotou 34 pontos, deu 7 assistências e pegou 7 rebotes, comandando os Rockets a mais uma vitória fora de casa e contra um forte adversário. Terrence Jones com 16 pontos e 12 rebotes, e Trevor Ariza com 19 pontos e 9 rebotes também contribuíram.
   Mas o destaque maior foi para a vontade dos jogadores e os erros de arbitragem, durante a partida toda os jogadores se estranharam e disputaram com muito vontade todos os lances. O que aconteceu? Duas pequenas confusões, a primeira entre Harden e Matt Barnes, Barnes fez uma falta dura jogando Harden ao chão e gerando um empurra entre os atletas perto do lance. Aqui o primeiro erro dos árbitros, na minha opinião foi uma falta flagrante de grau 2, para exclusão pois nunca visou a bola, agarrou o adversário deliberadamente e o arremessou ao chão, mas foi marcada falta de grau 1. A segunda confusão foi entre Brewer e Griffin, no contra-ataque Brewer enterrou fugindo do toco de Griffin que na sequência o empurrou contra a base da tabela, no vídeo BG reclama de um soco na comemoração de Brewer que não vi, foi dada falta técnica, e aqui sim cabia uma falta flagrante de grau 1. Mas o pior estava por vir, a 12 segundos do fim no contra ataque foi marcada falta de ataque de Blake Griffin contra Ariza, mas claramente o jogador dos Rockets estava em progressão o que concomitaria em falta de defesa. E o ponto alto foi o lance seguinte, na reposição de bola Ariza claramente pisa na linha antes de pedir tempo para não estourar os cinco segundos de reposição, o que seria a perda da posse de bola e o placar estava 99 a 98 para os Rockets. Sendo assim, os Clippers poderiam vencer a partida tendo ainda 8 segundos no relógio para jogar.
   Nesse jogo a arbitragem, infelizmente, fez a diferença e temos de convir que os caras da NBA erram bastante e as vezes toleram demais as faltas flagrantes. 
   
Postar um comentário