sexta-feira, 24 de abril de 2015

Jogo 3: Bulls x Bucks

   
O nome do jogo, Rose e seus 38 pontos
   Em um jogo bem disputado, até mais que o previsto, o Chicago Bulls chegou a sua terceira vitória na série e está a um passo de varrer o Milwaukee Bucks. 
   Com um começo de jogo com muitas alternâncias no placar, o Milwaukee Bucks começou jogando com muita força e com o apoio da torcida, que em muitos momento pareceu fazer a diferença e forçar o Bulls em erros incomuns. O primeiro período terminou empatado em 27 pontos. Já no segundo período o Bucks voltou jogando com uma defesa muito sólida e velocidade no ataque, o que confundiu o Bulls, nesse período os donos da casa chegaram a abrir 18 pontos, mas liderados por Derrick Rose a equipe de Chicago buscou o jogo e terminou o primeiro tempo perdendo por apenas quatro pontos, 53 a 49 Bucks.
   Na volta dos vestiários o Bulls entrou jogando mais força e dominando o jogo, vencendo o terceiro período por 25 a 18 e parecendo encaminhar a sua vitória. Mas com muitos erros e apagões, por assim dizer, com apenas três minutos para o fim a vitória parecia certa para o Bulls com doze pontos de liderança, mas o Bucks reagiu e anotou oito pontos em sequência, e a segundos do fim anotou duas bolas de três o que forçou a prorrogação.
   Na primeira prorrogação foi um jogo muito parelho, com erros de arbitragem para os dois lados e terminando empatado com seis pontos para cada equipe. A segunda prorrogação foi um apagão do Bucks, com o Bulls pressionando muito na defesa e com Rose chamando toda a responsabilidade do jogo para si e provando estar curado das lesões, os Bulls anotaram dez pontos consecutivos e venceram o período por 12 a 5, fechando a partida em 113 a 106. Eu esperava um jogo mais fácil para o Bulls, mas com muitos erros (18) a equipe do Bucks conseguiu dificultar a partida.
   Os destaques pelo Bulls foram Rose com 34 pontos e 8 assistências, Jimmy Buttler com 24 pontos, Tony Snell que veio do banco e colaborou com 16 pontos e Pau Gasol que mesmo não jogando muito bem anotou um duplo-duplo de 17 pontos e 14 rebotes, curioso que em todos os confrontos entre essas equipes Gasol saiu de quadra com um duplo-duplo. Pelo lado do Bucks os destaques foram Giannis Antetokounmpo com 25 pontos e 12 rebotes sendo 6 ofensivos, Michael Carter-Williams com 19 pontos e 9 assistências, Middleton com 18 pontos e 7 assistências e John Henson que vindo do banco anotou 15 e pegou 14 rebotes.
   Para os Bucks só resta um milagre, pois nunca na história uma equipe depois de abrir 3 a 0 na série foi eliminada, e para não serem varridos precisam vencer sábado em casa e forçar um quinto jogo.
Postar um comentário