sábado, 9 de maio de 2015

Buzzer Beater e que venha o jogo 4

O nome do jogo, vitória a la Jordan
   Em jogo incrível, o melhor a té o momento de todas as séries de playoff, Bulls vence no último arremesso com Derrick Rose e faz o fator casa prevalecer, jogo foi o mais disputado da série até o momento.
   Em um dos melhores jogos dos últimos anos, bem disputado, com muitas trocas de liderança, com algumas confusões e extremamente físico, o Chicago Bulls conseguiu superar o Cleveland Cavaliers e lidera a série por 2 a 1. Muitas coisas aconteceram para a vitória, não foi um jogo fácil, foi um dos jogos mais disputados que já vi, parecia uma final, um jogo 7. Era uma decisão, se o Cavaliers vencesse abria vantagem fora de casa e poderia fechar a série nos seus domínios, ainda no primeiro período uma pequena torção no tornozelo de Kyre Irving em uma infiltração com Derrick Rose marcando-o pode ter definido a partida, já que o armador do Cavaliers jogou muito mal e parecia não estar se forçando, acertando apenas 3 arremessos em 13, com NENHUMA assistência o que é ridículo para quem é o responsável por organizar o time.
   Mas bem, sobre o jogo, foram quatro períodos de muita intensidade, principalmente das defesas, com as duas equipes jogando muito bem na marcação, forçando erros e com muitos tocos. Algumas pequenas confusões também aconteceram, muito por causa da arbitragem que deixou alguns encontrões e trombadas passar em branco, lances que claramente eram faltas, mas que foram ignorados. Nesse ambiente tenso tivemos uma pequena confusão entre Lebron e Noah, após uma enterrada do King e um grito na cara do pivô do Bulls a confusão se instaurou, e um pouco antes Aaron Brooks se estressou com Dellavedova e o jogou longe, outra pequena confusão. Pau Gasol deixou a partida no meio do terceiro período, e o que poderia ser péssimo para o Bulls não aparentou abalar a equipe que seguia sempre na luta pela vitória.
Jogo brigado, o melhor da série
   Como em todo bom jogo que entra para a história, tivemos várias cestas que empataram a partida nos minutos finais, mas destaco aqui o empate da partida em uma bola de três ponto de J. R. Smith a apenas 10 segundos do final. Mas o melhor estava por vir, com 3 segundos no relógio o Chicago Bulls organizou uma jogada e com um corta luz de Taj Gibson, Rose ficou de frente com Tristan Thompson e arremessou de três, a bola bateu na tabela e entrou no estouro do cronômetro para dar a vitória ao Bulls, em um dos jogos mais incríveis dos últimos anos. Os destaques da partida foram, pelo Cavaliers, Lebron James como um Point Forward com 27 pontos, 14 assistências e 8 rebotes, J. R. Smith com 14 pontos vindo do banco e Tristan Thompson com um duplo-duplo de 10 pontos e 13 rebotes. Pelo Chicago Bulls quem se destacou foi, obviamente Derrick Rose com a cesta da vitória e seus 30 pontos, 7 assistências e 6 rebotes, Nikola Mirotic com 12 pontos e 8 rebotes e Jimmy Butler com 20 pontos e 8 rebotes, aliás a dupla Rose e Butler anotaram quase todos os pontos do time no último período.
   Agora para o jogo 4 o Cavaliers vem com tudo para vencer, para tentar salvar a série, mas a vantagem é total do Bulls, que se vencer vai a Cleveland para fechar a série. Não percam a próxima partida, domingo as 16:30, podemos ter um divisor de águas na série, se der Bulls a série praticamente acaba, mas se o Cavaliers vencer fica tudo igual e acredito que se arraste até 7 jogos.
Postar um comentário