segunda-feira, 18 de maio de 2015

Heróis do passado: Reggie Miller

Tempos de UCLA
   Hoje a nossa série lembra a carreira de um dos melhores arremessadores de bolas de três, Reggie Miller, o 2° da história em arremessos de três convertidos, ídolo do Indiana Pacers e campeão olímpico em Atlanta 96.
   Miller é de uma filha atlética, composta por 5 irmãos, seu irmão Darrell é ex-jogador da MLB, sua irmã Tammy jogou vôlei e sua irmã mais velha Cheryl é do hall da fama do basquetebol feminino. Miller se disse capaz de jogar basquete somente quando conseguiu bloquear um arremesso de Cheryl no 1 contra 1. Jogou basquetebol no ensino médio por Riverside Polytechnic e depois na universidade pela UCLA onde se formou em história. Pela UCLA foi campeão da NIT, foi duas vezes All-PAC-10, campeão da Pacific-10 e campeão da Conferência Pacific-10. É o segundo maior cestinha da história da UCLA, atrás apenas de Kareem Abdul-Jabbar, ele detém ainda os recordes da UCLA de pontos na liga, maior média de pontos e mais lances livres.


Maior pontuador da franquia
   Sua carreira na NBA começou em 1987, quando foi a 11° escolha do Draft pelo Indiana Pacers, no dia de sua seleção a mesma foi muito questionada pelos fãs, pois eles esperavam que fosse draftado Steve Alford, nativo de Indiana. Por conta disso o presidente da franquia foi muito vaiado no momento. Desde o início de sua carreira ele foi líder no Pacers, tornando a franquia uma equipe que sempre chegava aos Playoffs. Em 1992 com a saída de Chuck Persons, ele tornou-se a principal chave do ataque, e no dia 28 de novembro desse ano, anotou sua maior pontuação na carreira contra o Charlote Hornets com 57 pontos. A poucos dias se comemorou o aniversário de 21 anos de um jogo memorável, mais precisamente um final de partida, onde Miller jogando contra o Knciks no Madison Square Garden anotou duas bolas de três, anotando oito pontos em 8.9 segundos, ganhando o jogo e discutindo com Spikee Lee, em um dos jogos mais famosos da história dos Playoffs.
   Depois que Jordan se aposentou, o Pacers de Miller era tido como o favorito para vencer a NBA, na temporada de 1999 que foi encurtada devido ao lockout, chegou as finais de conferência contra os Knicks. Onde foram eliminados, os Knciks eram o oitavo do leste e Miller jogou uma de suas piores partidas na carreira com apenas oito pontos. Em 2000 Reggie Miller entrou para a história dos Palyoffs junto com o companheiro Jalen Rose, quando marcaram 40 pontos cada contra os Sixers, se tornando a maior pontuação de uma dupla na históra da pós-temporada. Nesse mesmo ano foram pela primeira e única vez as finais da NBA, mas perderam por 4 a 2 para o Lakers de Shaq e Kobe. 
2005 a sua última temporada
   Reggie Miller sempre foi um líder na quadra e nos vestiários, e em 2005 passou o papel de capitão da equipe para Jermaine O'Neal, que o respeitava muito e provou isso quando saiu de um jogo a pouco mais de um minuto do fim para não quebrar o recorde da franquia de pontos que é de Miller (57 pontos), no momento O'Neal tinha 55. Sua aposentadoria aconteceu ainda em 2005, no jogo em que os Pacers perderam a série de semifinais de conferência para o Pistons, sendo ovacionado pelo público e pelos jogadores adversários (ver vídeo abaixo). 
   Em sua carreira Reggie Miller atuou por 18 temporadas, 1389 jogos, é um dos seis atletas membros do clube 50-40-90, fez 2560 bolas de três pontos na carreira, a segunda maior marca da liga. Aposentou-se com médias de 18.2 pontos e 3 assistências, 5x All Star, 3x All NBA Third Team, Jogador de basquete do ano em 2002, tem o seu número aposentado pelo Pacers e pela UCLA e é o líder de todos os tempos em pontuação dos Pacers.
   Infelizmente, Reggie Miller é um dos jogadores sensacionais que não tem um anel de campeão, jogo muita bola e foi um dos melhores arremessadores da história, merece nossa homenagem e hoje é um dos comentaristas da TNT e da ESPN.

   
Postar um comentário