sexta-feira, 1 de maio de 2015

Jogo 6: Bulls x Bucks

Titulares destruíram
   Primeiramente reiterando a publicação sobre o jogo 5, onde disse que o jogo era em Chicago, foi erro, mas no jogo nem pareceu. Jogando na casa do Bucks o Bulls se sentiu em casa, sem tomar conhecimento do adversário realizou um massacre sem precedentes, vencendo por 54 pontos de diferença.
   Com um Bucks destemperado, muito irritado e cometendo faltas violentas, o Bulls soube se impor e mostrar toda a sua superioridade. Em nenhum momento o Bulls deixou o jogo escapar, chegando a abrir 54 pontos de vantagem. Podemos resumir o jogo em dois momentos, mas que não fazem diferença, no primeiro tempo de jogo os titulares atuaram e o jogo estava 65 a 23, já  o segundo tempo atuaram basicamente os reservas e o jogo terminou 120 a 66, a terceira maior vitória na história dos playoffs. 
   O Bucks perdeu a cabeça cedo, Giannis Antetokounmpo foi ejetado
Dunleavy foi pivô de confusões
no meio do segundo período, ficou irritado por não terem marcado uma falta de Myke Dunleavy nele e revidou com um takle no ala do Bulls. Michael Carter-Williams também estava irritado e tomou uma falta técnica por empurrar Dunleavy fora do lance de bola. O jogo nunca esteve empatado e não houveram trocas de liderança, bem diferente dos demais jogos da série, interessante que todos os jogadores dos dois time pontuaram nessa partida. Derrick Rose e Jimmy Butler jogaram pouco, nem precisaram mesmo, atuaram 24 e 31 minutos, anotando 15 pontos e 7 assistências e 16 pontos e 4 roubos de bola respectivamente. Pelo Bucks o cestinha foi Zaza Pachulia com 8 pontos e 3 rebotes, e não temos o que falar dos donos da casa.
   Bulls dominou em tudo, nos rebotes 50 a 41, errou menos 12 contra 18 turnovers, anotou 50 pontos no garrafão contra 20 e nos contra-ataques 22 a 8. Foi o jogo mais desparelho que vi na vida, parecia um jogo de adulto contra infantil, foi um vexame para o Bucks e um alívio para o Bulls que já deveria ter fechado a série mais cedo. Agora o desafio é o desfalcado Cavaliers de Lebron, Noah queria esse confronto e com todos inteiros tem chances claras de chegar as finais, e se o fizer ganha o lado leste. Como dizem em Chicago: See red.


Postar um comentário