quarta-feira, 13 de maio de 2015

Lebron e arbitragem definem jogo

Lebron dominou a partida e alcançou marca de MJ
   Assim como no jogo 4 onde o técnico do Cavs, David Blatch pediu um tempo que não tinha, o que caracterizaria falta técnica e lances para o Bulls, ontem os árbitros foram muito levianos e expulsaram Taj Gibson por uma reação a uma tesoura de Dellavedova. Porque proteger o Cavaliers? Só porque o Bulls fazia um jogo parelho fora de casa? O pior foram outros lances, onde Lebron fazia e acontecia e nada era marcado, mas contra o mesmo tudo era falta.
   Se a série se complicou sem Pau Gasol, jogando contra ima arbitragem despreparada fica ainda mais difícil. O pior é que os erros são sempre a favor do Cavaliers, estou indignado, pois nunca nenhuma equipe vai ganhar de um time de Lebron, ainda mais quando ele apita jogo. 
   Tirando o desabafo, o jogo foi extremamente disputado novamente, com o Chicago Bulls começando voando, abrindo 8 a 0 no primeiro período parecia que teríamos um jogo igual ao primeiro da série, mas foi bem diferente. Ainda no primeiro período começou a chamar a responsabilidade da torcida e definir o jogo, em uma partida onde igualou-se a Michael Jordan como o atleta com maior número de partidas em jogos de playoffs com pelo menos 30 pontos, 5 rebotes e 5 assistências, o King carregou o Cavaliers a vitória. O Cavs virou o placar no fim do primeiro período e depois disso não ficou mais atrás do placar, mesmo perdendo no terceiro e quarto períodos.
Arbitragem comprometeu a partida
   Pois bem, alguns fatos mancharam o jogo, mas não vou me apegar nisso, somente no fato de achar injusto apenas Taj Gibson ser expulso pela confusão inciada por Dellavedova. Para mim foi o fato que mudou a partida, era o momento em que o Bulls vinha melhor e poderia encostar na partida e talvez até mesmo virar o jogo. Fato é que o Bulls em seguida a essa expulsão, chegou a ficar 15 pontos atrás do placar e ainda assim buscou o jogo e deixou a diferença em 2 pontos a segundos do final. Infelizmente não conseguiu concluir e a partida escapou por entre os dedos. 
   Os destaques foram, pelos donos da casa Lebron com 38 pontos, 12 rebotes e 6 assistências, Kyre Irving que resolveu jogar na série e fez 25 pontos e distribuiu 5 assistências. Pelo Bulls destacaram-se Derrick Rose que começou com 14 pontos no primeiro tempo, mas só anotou 2 nos segundo e aparentava estar muito cansado, terminando a partida com 16, 7 assistências e 9 rebotes, e Jimmy Butler com seu melhor jogo na série, anotando 29 pontos e pegando 9 rebotes.
   Agora a série volta para Chicago amanhã, e com vantagem do Cavs que se ganharem fecham a série, mas acho muito difícil, o Bulls vai jogar muito motivado em casa e mordido com os erros grotescos de arbitragem que prejudicam o Bulls na série. Aposto que a série será decidida ainda no jogo 7 em Cleveland, não percam o jogo 6 amanhã a noite na ESPN.
   
Postar um comentário