quarta-feira, 17 de junho de 2015

O MVP improvável

Monstro, mudou o jogo
   Ontem as finais da NBA reservaram uma grande surpresa, já era esperado que o Golden State Warrirors vencessem a partida e levassem o título de campeão da NBA, o que não esperávamos era que Iguodala seria o MVP.
   Foi a primeira vez na história, que o MVP das finais começou todos os jogos da temporada regular no banco e ainda assim foi extremamente decisivo para o rumo que as finais tomaram. Nos três primeiros jogos da série, onde os Warriors tiveram muitas dificuldades e Lebron dominou os jogos, Iguodala começou no banco as partidas e ainda assim, todas as vezes que entrava em quadra era o jogador que melhor marcava o astro dos Cavaliers.
   Quando passou a jogar como titular, a equipe do Warriors conseguiu equilibrar o jogo e se diferenciar, utilizando uma equipe mais baixa, rápida e com jogadores com bom aproveitamento em arremessos do perímetro, o que foi crucial para levar a taça. Contanto com Iggy jogando demais e marcando Lebron muito bem, os Warrirors conseguiram impor o seu ritmo de jogo e merecidamente sagrar-se campeões.
MVP mais do que merecido
   Iguodala alcançou a sua maior glória da carreira, Iggy já havia sido All-Star uma vez ainda quando jogava no Sixers, e foi duas vezes eleito para All Defensive Teams. Ele foi votado por sete dos onze membros da impressa para o prêmio de MVP. O atleta de 31 anos obteve médias de 16.3 pontos, 5.8 rebotes, 4 assistências e 1.3 roubos de bola, assumindo a titularidade a partir do jogo 4. Suas ações defensivas foram tão importantes, que com ele jogando, Lebron teve apenas 38% de aproveitamento de seus arremessos e os Warriors teve a marca de apenas 26.1 pontos por 100 posses de bola.
   Curry era o dono do time, mas quem merece e muito ser reconhecido pela conquista é Iguodala, o homem que mudou o jogo e quebrou um jejum de 40 anos dos Warriors.
Postar um comentário