segunda-feira, 6 de julho de 2015

Heróis do passado: Allen Iverson

O começo
   Hoje a nossa série fala sobre um dos meus jogadores favoritos, o armador com o melhor crossover da história, Allen "The Answer" Iverson, famoso por seu estilo de jogo e sua habilidade absurda, com certeza é um dos grandes jogadores da história da liga.
   Iverson frequentou a Bethel High School, por onde jogou futebol americano como, quarterback, running back, kick returner e defensive back, além de ser o armador do time de basquete. Em seu primeiro ano levou ambas as equipes para o campeonato estadual de Virginia, e foi eleito o jogador do ano da Associated Press High School nos dois esportes. Devido ao envolvimento em uma confusão em uma pista de boliche, Iverson foi preso e teve de terminar o ensino médio em Richard Milburn, uma escola para alunos em risco, mas mesmo assim recebeu o convite e uma bolsa de estudos para jogar em Georgetown.
   Em sua primeira temporada em Georgetown, Iverson foi eleito o Rookie do Ano da Conferência Big East e foi nomeado para o First Team Rookie. Nesse ano liderou a sua universidade até o Sweet 16, quando foram eliminados por North Carolina. Na sua segunda e última temporada, foi campeão da Big East e foi eliminado na Big Eight contra Massachusetts, terminando a carreira universitária como o líder de todos os tempos da universidade em média de pontos (22.9) e ainda foi nomeado All American. Ao final dessa temporada, Iversontornou-se elegível para o Draft, foi o primeiro jogador a deixar Georgetown cedo sobre o comando de John Thompson. 
   Sua carreira na NBA começou em 1996, quando foi a primeira escolha geral do Draft pelo Philadelphia 76ers, com 1,83 m foi a primeira escolha geral mais baixa da história. Em sua primeira temporada ajudou o Sixers a melhorar seu recorde, sendo eleito o Novato do Ano, NBA All-Rookie First Team, após ter médias de 23.5 pontos, 7.5 assistências e 2.1 roubos de bola por partida. A temporada de 1998/99 marcada pelo lockout da liga, foi a primeira em que Iverson foi o cestinha (26.8 pontos de média) e foi nomeado pela primeira vez para o All NBA First Team. Nessa temporada carregou a equipe aos playoffs, conseguiram uma virada sobre o Orlando Magic, mas sucumbiram ao Indiana Pacers na segunda rodada. 
Sua manga tornou-se marca registrada
   A evolução dos Sixers continuava e na temporada seguinte, melhoraram sua média na temporada regular (49-33) e foram aos playoffs, mas novamente perderam para os Pacers na segunda rodada. Ainda nesse ano, Iverson foi selecionado pela primeira vez para o All Star Game e foi o único jogador a receber votos de MVP além de Shaq. Na offseason de 2000, Iverson foi envolvido em uma tentativa de negociação, após inúmeros problemas com o técnico Larry Brown, e quando o negócio não vingou, ambos tiveram de deixar os problemas de lado e tentar levar a franquia as finais da NBA.
   Veio então a temporada de 2000/01, provavelmente a melhor de sua carreira, foi eleito All Star e o MVP do All Star Game, obteve a média mais alta da carreira em pontos 31.1, os Sixers registraram 56-26 a melhor marca da Conferência Leste, foi o líder da NBA em pontos e roubos de bola e nomeado o MVP da liga, tornando-se o jogador mais baixo e leve a vencer o prêmio. Nesse ano Iverson liderou a equipe a sua primeira final desde o título de 1983, enfrentando os Lakers de Shaq e Kobe, e sendo derrotados. No ano seguinte Iverson perdeu vários jogos por lesões, e sucumbiram na primeira rodada dos Playoffs contra o Boston Celtics, quando foi duramente criticado por Brown por faltar aos treinos, e respondeu: "Estamos sentados aqui, eu tenho que ser o jogador da franquia, e estamos aqui para falar de treino?", protagonizando uma entrevista memorável com sua ironia, utilizando a palavra treino 14 vezes.
  



   Na temporada de 2002/03 os Sixers chegaram aos playoffs cambaleando e eliminaram os Hornets de Baron Davis, a quem Iverson disse ter sido o armador mais difícil de marcar em toda sua carreira. Mas foram eliminados na segunda rodada pelo Detroit Pistons. Larry Brown deixou os Sixers nessa temporada, e ele e Iverson se davam bem, em 2004 Iverson foi Co-Capitão da equipe Olímpica e disse que Brown era o melhor treinador do mundo.  Iverson atuou pelo Sixers até a temporada 2006/07, quando foi trocado para o Denver Nuggets, ao sair da equipe ele era o jogador com a maior pontuação média da história (28.1 pontos), segundo de todos os tempos em pontos (19583) e os Sixers não venceu nenhuma série de Playoff desde sua partida até 2012.
   Iverson jogou pelos Nuggets até de forma boa, mas mesmo assim foi trocado para os Pistons em 2008/09, onde chegou voando marcando pelo menos 24 pontos nos cinco primeiros jogos, e depois marcando 20 ou mais pontos e 6 ou mais assistências, mas com o passar da temporada virou banco de Rodney Stuckey. No dia 3 de abril de 2009, Iverson foi anunciado como não jogando mais no Pistons por problemas nas costas, embora dois dias antes ele ter dito publicamente que preferia se aposentar a ser mandado para o banco por Michael Curry. Em setembro foi para o Memphis Grizllies, mas atuou apenas 3 partidas e saiu por "razões pessoais", mais uma vez mostrando seu descontentamento em ser um jogador do banco.
Dia da aposentadoria
   Iverson retornou aos Sixers no dezembro de 2009, jogou algumas partidas mas em fevereiro de 2010 saiu da equipe por tempo indeterminado para cuidar da saúde da filha, perdendo cinco jogos em fevereiro e o All Star Game que tinha sido selecionado. Em março foi anunciada a sua saída do Sixers. Ainda nesse ano foi jogar basquete pelo Beskitas, da Turquia, pela segunda divisão da Europa, atuando por 10 partidas apenas. Em 2013 Iverson anunciou a sua aposentadoria, dizendo que tinha perdido o desejo de jogar basquete. A sua cerimônia de aposentadoria foi na abertura da temporada, ele disse que seria um Sixer até morrer e que foi um dia feliz. No ano seguinte teve seu número aposentado pela franquia.
   The Answer foi o motor que elevou os Sixers, uma franquia tinha tido sucesso no passado e caiu no abismo do esquecimento, foi reerguida por ele e desde sua saída passa por maus bocados. Iverson, infelizmente, é um dos astros da liga que não foi campeão da NBA, mesmo jogando demais, o mestre do crossover, deixava até Jordan sentado e não pode ser esquecido. Ele encerrou a carreira com médias de 26.7 pontos, 3.7 rebotes e 6.2 assistências, 11 x All Star, 1 x MVP, 2 x MVP All Star Game, 3 x All NBA First Team, 4 x Líder da liga em pontuação, 3 x Líder da liga em roubos de bola e tem o seu número aposentado pelo Sixers.
Postar um comentário