segunda-feira, 13 de julho de 2015

Heróis do passado: John Wooden

O melhor da história
   Hoje nossa série vai falar sobre um mito, uma lenda do basquete, mas ele não era jogador. Vamos falar de John Wooden, maior técnico da história possivelmente, antes de Coach K ele era o cara, um homem que fez o basquete ser o que é hoje em dia.
   Nascido na cidade do Hall, Indiana, mudou-se ainda criança para Centerton. Como menino um de seus modelos era Fuzzy Vandivier, que jogou na Franklin Wonder Five, time lendário de basquete que dominou o basquetebol escolar de Indiana entre 1919 e 1922.  Aos 14 anos se mudou para Martinsville, onde liderou a escola para as finais do campeonato estadual por três anos consecutivos, sendo campeão em 1927, e foi três vezes da Seleção All-State.
   Ao se formar foi para Purdue, onde foi campeão pré-NCAA em 1932 quando era Senior, foi nomeado All Big Tem e All Miswestern (1930-32), em Purdue foi o primeiro jogador a ser nomeado três vezes consecutivas All-American. Após a universidade ele jogou anos por Indianapolis Kautsky, Withing Ciesar All American e Hammond Ciesar All American, enquanto treinava e ensinava no ensino médio.  Foi nomeado para o Primeiro Time da NBL da temporada 1937-38. Em 1942 entrou para a Marinha, serviu na Segunda Guerra Mundial por três anos e saiu do serviço como tenente.
   Wooden treinou dois anos a Dayton High School, seu primeiro ano foi o único em que teve um histórico de derrotas maior que de vitórias.  Depois foi para Indiana, onde treinou a South Bend Central High School até entrar para as forças armadas. Seu recorde em 11 anos de técnico do ensino médio foi de 218 vitórias e apenas 42 derrotas.
   Depois da Segunda Guerra Mundial, Wooden treinou Indiana State Teachers College (atual Indiana State), além disso foi técnico de beisebol e diretor de esportes, fazendo mestrado em Educação e dando aula. Em 1948 liderou a universidade ao título da conferência, levando sua equipe para a final do torneio Naib, perdendo para Louisville, único jogo que perdeu em todo campeonato.  Na temporada de 1948-49, foi contratado pela UCLA, um contrato para três anos. Wooden teve sucesso imediato, moldando a marca mais rara de treinadores, uma reviravolta instantânea para um programa medíocre. Antes dele a UCLA foi duas vezes campeão de conferência em 18 anos. Em sua primeira temporada ele foi campeão da Pacific Coast Conferência, com recorde de 22-7, maior número de vitórias em uma temporada para UCLA desde que começou a jogar em 1919. Em seus primeiros quatro anos foi campeão da divisão, até aqui a UCLA só tinha dois títulos de divisão e nenhum título de conferência desde 1927.
   Na temporada 1955-56  foram campeões invictos da Divisão PCC, mas perderam nas finais para San Francisco de Bill Russell e KC Jones. Mas o melhor viria, na temporada de 1961 quando começaram a dominar a NCAA. Chegando as finais de 1961 a 1964, vencendo em 1963 e 1964, e mais tarde de 1966 a 1975 chegando as finais e perdendo apenas uma vez em 1973.
Mito
   Ele fez história, quando chegou na UCLA ele pegou um programa pouco conhecido, e o transformou com 10 campeonatos nacionais, indiscutivelmente no projeto de treinamento e recrutamento de maior sucesso da história do basquete universitário.  Wooden terminou sua carreira com 620 vitórias e 147 derrotas, com 80,8% de aproveitamento. Wooden é incomparável em títulos nacionais com 10, e possuí quatro temporadas perfeitas em seu currículo. Por seus feitos foi eleito em 2009, pela Sporting News, o “grande treinador de todos os tempos”.

   Para nossa geração que não viu esse monstro, Coach K seria o cara, mas ele tem a metade dos títulos de Wooden. Ele mudou o mundo do basquete e tornou a UCLA uma potência, seus feitos marcam a história do basquete e da universidade, ele é um mito do esporte e merece todo reconhecimento.
Postar um comentário