quarta-feira, 29 de julho de 2015

Towns vê em Garnett sua chance de evoluir

Chegando para integrar uma jovem franquia
   A primeira escolha geral do Draft, Karl-Anthony Towns, quer ser o motor por trás do Minnesota Timberwolves na conquista do primeiro título da franquia. Para chegar lá, ele vai pedir orientação e conselhos para seu companheiro de equipe, Kevin Garnett, para saber como chegar aos seu objetivo final.
   "A coisa que mais quero tirar de Kevin Garnett, realmente, é aprender a ser um campeão. Ele tem um anel. Quero um também, na minha carreira. Possivelmente vários. Preciso fazer isso e quero realmente trazer isso para Minnesota primeiro". - disse Towns em entrevista  no programa Boomer & Carton.
   Garnett foi um membro chave para a equipe do Boston Celtics campeão de 2008, ganhando seu primeiro e único anel depois de jogar 12 temporadas pelos Wolves. Demorou para The Big Ticket, partir do time que o selecionou em 1995, e finalmente alcançar o troféu Larry O'Brien, unindo forças com Ray Allen e Paul Pierce para formar um Big Three de elite em Beantwon. 
   Towns não é cercado de veteranos experientes olhando ganhar um título antes de encerrarem suas carreiras. Jogando ao lado do ex-aluno de Kentucky estão, o Rookie do Ano de 2015 Andrew Wiggins (20), o armador espanhol Ricky Rubio (24) e a máquina de highlights Zach Lavine (20), um núcleo que pode levar anos até se qualificar para uma pós-temporada, deixando-o sozinho para ganhar um campeonato.
   "Eu gosto dos pregos da minha equipe", disse Towns sobre uma piada feita por Carton sobre o talento de Garnett e quando foi se juntar aos Celtics. Towns e Garnett já começaram a fortalecer seu relacionamento para essa temporada (2015/16), os dois foram vistos treinando juntos em uma quadra em Las Vegas durante a Summer League. Garnett concordou com um contrato de dois anos e 16 milhões, para ficar com o Minnesota nesse verão, com um papel frente ao escritório esperando por ele após a aposentadoria, ou seja, as linhas de comunicação com Towns devem permanecer abertas mesmo depois de deixar as quadras. 
O veterano que volta para ajudar 
   Vejo na parceria Garnett/Towns uma possibilidade de muita evolução para os Wolves. O jovem atleta vindo de Kentucky tem futuro na liga, mostrou que sabe jogar e tem confiança suficiente para junto com Wiggins, Lavine e outras jovens promessas levantar a franquia, e sendo orientado por Garnett, um dos melhores alas/pivô que já jogou na liga, a evolução será rapidamente percebida. Acredito que em duas ou três temporadas, dependendo de como se mantiver o elenco, os Wolves devam chegar aos Playoffs, mas tem um longo caminho a percorrer se quiserem realmente ganhar a NBA
Postar um comentário