quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Heróis do passado: Mark Price

O cara de Goergia Tech
   Muitos podem nem saber, principalmente os novos torcedores dos Cavaliers, mas antes de Lebron ser o Rei por lá, Mark Price era o dono do time, o cara que fazia diferença.
   Price começou sua carreira jogando basquete em Georgia Tech, um armador de 1,83 m com 77 quilos, que muitos achavam pequeno para o jogo. Durante sua carreira com os Yellow Jackets, foi duas vezes All-American e quatro vezes o melhor jogador da ACC, ajudando sua equipe a ganhar o título da ACC contra Noth Carolina em seu primeiro ano, sendo o MVP da final. Ele foi nomeado o MVP da temporada de 1984/85 e posteriormente teve sua camiseta aposentada. Como armador ele calou os críticos que diziam que era muito pequeno, lento e cauteloso para jogar em alto nível.
O cara que quebrava a marcação dupla
   Na NBA sua carreira começou com o Draft de 1986, quando foi selecionado na 25° da segunda rodada pelo Dallas Mavericks e em seguida negociado com o Cleveland Cavaliers, em um comércio que tornou a franquia uma potência da Conferência Leste. Price era conhecido como um dos arremessadores mais consistentes da NBA, terminando sua carreira com 90,4% de aproveitamento nos lances-livres e 40% nos arremessos de três pontos. Durante a temporada de 1988/89 juntou-se a Larry Bird como o segundo jogador ao Clube 50-40-90, acertando 50% dos arremessos de quadra, 40% de três pontos e 90% dos lances-livres em uma única temporada. Além disso, é um dos seis jogadores que conseguiram o feito e tiveram um número mínimo de acertos para cada categoria. Até esse ano, era o líder de todos os tempos em assistências dos Cavaliers.
   Price foi duas vezes campeão de arremessos de três pontos no All-Star Game, quatro vezes All-Star, uma vez All-NBA Primeiro Time, é o segundo de todos os tempos dos Cavaliers em roubos de bola e teve o seu número (#25) aposentado pela franquia. Mas Price mudou o jogo, ele foi o pioneiro das quebras de marcação dupla. Como disse seu ex-companheiro Steve Kerr: "Para mim ele foi o primeiro cara na NBA que realmente dividiu o screen and roll. Um monte de equipes começou a fazer blitz no pick and roll, e colocando dois jogadores para tirar a bola do armador. Ele fazia a finta entre os dois e tinha aquele pequeno corredor para infiltrar. Ninguém fazia isso naquele momento."
Sua última franquia
   Infelizmente, as lesões atormentaram o final de sua carreira e foi negociado para o Washington Bullets antes da temporada 1995/96. Em seguida foi para o Golden State Warriors e Orlando Magic, onde encerrou a sua carreira em 1998. Ele é membro da Georgia, Ohio, e Oklahoma Hall da fama dos esportes. A cidade de Enid, Oklahoma, rebatizou a arena de basquete para Mark Price Arena, como um tributo as realizações do jogador na NBA, já que ele  era um dos melhores jogadores da história da Enid High School. 
   Depois de aposentado Price começou a trabalhar como assistente técnico em Duluth High School, onde foi o técnico principal e levou a equipe as finais estaduais depois de 16 anos. Em seguida, 1999 foi trabalhar como assistente técnico de Bobby Cremins na Georgia Tech. Depois foi treinador principal em Whitefield Academy, onde treinou Josh Smith. Em 2003 foi consultor do Denver Nuggets, depois comentarista de televisão para o Atalnta Hawks e Cleveland Cavaliers. Foi técnico na Austrália (2006), consultor de arremessos dos Grizzlies (2007), técnico de arremessos do Atlanta Hawks (2008-2010), depois trabalho com Rondo para melhorar seu arremesso (2010), em 2011 foi assistente técnico dos Warriors, com enfoque nos lances-livres, foi para o Magic como técnico de jogadores em desenvolvimento. Em 2012 foi o técnico do Magic na Summer League, assistente técnico dos Bobcats em 2013 e atualmente é técnico da UNC-Charlotte 49ers.
   Price foi um grande jogador, marcou sua época na NBA, infelizmente não venceu nenhum campeonato mas mudou o jogo e fez por merecer essa homenagem. Acredito que seja um bom treinador e gostaria de vê-lo na NBA, com certeza cairia como uma luva para muitas equipes.
   Abaixo um vídeo do craque:

Postar um comentário