segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Heróis do passado: Peja Stojakovic

Kings foi onde mais brilhou
   Hoje nossa série ira relembrar a carreira de um estrangeiro que fez sucesso, muito conhecido por sua eficiência nas bolas de três. Contaremos a história de Peja Stojakovic, de descendência Sérvia mas nascido na Iugoslávia que fez muito sucesso na NBA, principalmente no Sacramento Kings.
   Sua carreira no basquete começou aos 15 anos, quando começou a jogar no KK Crvena zvezda, onde atuou por duas temporadas como profissional e foi campeão nacional uma vez. Aos 16 anos mudou-se para Grécia, jogando no PAOK, ele atuou inclusive contra seu futuro treinador, Byron Scott que estava encerrando sua carreira como uma das estrelas do Panathinaikos. Na sua última temporada com o PAOK, Peja teve médias de 23.9 pontos, 4.9 rebotes, 2.5 assistências, e 1.2 roubos de bola na Liga Grega e 20.9 pontos, 3.6 rebotes e 1.5 roubos de bola na Euroliga.
Mavs e seu único título
   A carreira na NBA começou em 1996, quando foi a 14° escolha do Draft pelo Sacramento Kings. Ainda assim, ele continuou na Grécia e somente assinou no lockout da temporada 1998/99. Depois de duas temporadas no banco, ele foi titular na temporada de 2000/01 com médias de 20.4 pontos e 5.8 rebotes com 40% de aproveitamento das bolas de três. Nessa temporada ficou em segundo na eleição para MIP. Nas duas temporadas seguintes foi All-Star, participando do concurso de três pontos e sendo o campeão nas duas ocasiões. A temporada de 2003/04 foi novamente All-Star, foi o segundo cestinha da liga, ficou em quarto na votação para MVP e foi eleito para o All-NBA Segundo Time, além de ser o líder da liga no percentual de lances-livres (93,3 %) e bolas de três feitas (240). 
   Em 2006 foi trocado por Ron Artest, indo para o Indiana Pacers, ele perdeu os quatro jogos dos Playoffs contra o New Jersey Nets. Ao final da temporada assinou novamente com os Pacers, somente para ser negociado para o New Orleans Hornets pelos direitos de Andrew Betts. Em novembro de 2006 tornou-se o primeiro jogador da história da NBA começar uma partida com 20 pontos consecutivos, anotando sua marca mais alta da carreira de 42 pontos. Ele ficou muito tempo fora das quadras, principalmente por uma lesão nas costas. 
   Em 2010 chegou ao Toronto Raptors juntamente com Jerryd Bayless, depois de atuar em apenas duas partidas foi dispensado. Ele havia perdido 21 partidas por uma lesão no joelho esquerdo. Em janeiro de 2011 ele assinou com o Dallas Mavericks, sendo campeão da NBA, com médias de 7.1 pontos por jogo nos Playoffs. No mesmo ano, em dezembro anunciou sua aposentadoria por problemas no pescoço e costas que lhe impediriam de seguri jogando.
Reocnhecimento
   Com média de 17 pontos por jogo na carreira e 1760 bolas de três convertidas, a carreira de Stojakovich o tornou um astro reconhecido, tendo o seu número 16 aposentado pelos Kings. Ele foi 1 x campeão da NBA, 3 x All-Star, 1 x All-NBA Segundo Time, 2 x Campeão dos arremessos de três. COm uma carreira sólida na liga, merecia o nosso reconhecimento e a pequena homenagem.


Postar um comentário