domingo, 3 de abril de 2016

Heróis do passado: Dikembe Mutombo

Tempos de Georgetown
   Hoje iremos relembrar um dos maiores, considerado por muitos especialistas como o melhor, pivô da história, Dikembe Mutombo, conhecido por seu ritual após o toco fazendo sinal de não com o dedo indicador. Um dos maiores defensores da história, fez sucesso por onde passou, mas deixou marcas no Atlanta Hawks.
   Nascido e criado na República Democrática do Congo, se mudou para os Estados Unidos em 1987 aos 21 anos para cursar uma universidade. Ele chegou a Universidade de Georgetown com uma bolsa USAID, com intenções de se tornar médico, mas o treinador dos Hoyas, john Thompson o recrutou para jogar basquete. Mutombo começou a jogar basquete sem falar quase nada de inglês, participando de um programa para aprender a língua, jogava juntamente com Alonzo Mourning, formando uma dupla chamada de "Rejection Row", o poder de bloquear arremessos de Mutombo foi mostrado em uma partida onde rejeitou doze arremessos. Sua carreira universitária terminou em 1991 quando se inscreveu para o Draft, com médias de 9.9 pontos, 8.6 rebotes e 3.7 tocos por partida.




Denver onde a NBA começou para Mutombo
   A sua carreira na NBA começou em 1991 quando foi a 4° escolha do Draft, escolhido pelo Denver Nuggets. Sua chegada causou mudança imediata, ele chegou ao Nuggets que tinha tido a pior avaliação defensiva e maior média de pontos cedidas ao adversário, como novato Mutombo foi selecionado para o All-Star Game com uma média de 16.6 pontos, 12.3 rebotes e 3 tocos por jogo. 
   No começo de sua carreira foi se consolidando como um monstro na defesa, com grandes números nos rebotes e tocos, sua melhoria constante levou o Nuggets aos Playoffs com um recorde de 42-40, o oitavo colocado da conferência. Enfrentaram o SuperSonics na primeira rodada que vinha de um recorde de 63-19 e abriram 2 a 0 na série, mas surpreendentemente Denver venceu as 3 partidas seguidas e foi a primeira vez que um 8° colocado venceu o 1° colocado nos Playoffs e os 31 tocos de Mutombo na série ainda são o recorde de uma série. 
Talvez seus melhores anos
   Na temporada seguinte foi All-Star e Jogador Defensivo do Ano, mesmo assim os Nuggets ficaram fora da pós-temporada. Ao fim da temporada Mutombo tornou-se agente livre, pediu um contrato de 10 anos com o Nuggets e não aceitaram. Assim assinou com o Atlanta Hawks por US$ 55 milhões e 5 anos, nesse período na nova casa, foi o Jogador Defensivo do Ano em 1997 e 1998, ajudando a franquia a chegar nos Playoffs com 50 vitórias ou mais nessas temporadas, sempre com médias ótimas em quesitos defensivos. Em 1999 a NBA proibiu sua comemoração após os tocos, depois de um período de protesto o astro acatou a regra.



Chegando as finais e batendo na trave
   Em 2001 foi negociado para o líder da Conferência Leste, Philadelphia 76ers, para jogar ao lado de Allen Iverson. Em uma das suas melhores temporadas na liga, foi pela quarta vez o Jogador Defensivo do Ano e chegou as finais da NBA, perdendo para o Lakers mas com médias de 16.8 pontos, 12.2 rebotes e 2.2 tocos. Ao final da temporada renovo o contrato por mais quatro anos. Em 2002 foi jogar no New Jersey Nets, mas devido a uma lesão persistente atuou em apenas 24 partidas, vindo como sexto homem e sem render como esperado foi negociado.






Sua marca registrada
   No ano de 2003, em outubro, assinou um contrato de dois anos com o New York Knicks, ele jogou pouco tempo. Teve uma partida memorável contra os Nets onde teve 11 tocos, mas ainda assim foi trocado para o Chicago Bulls em um pacote por Jamal Crawford em agosto de 2004, mas antes de começar a temporada foi novamente trocado, dessa vez para o Houston Rockets. Atuando como reserva de Yao Ming formaram um garrafão extremamente produtivo, na sua primeira temporada teve médias de 15.2 pontos, 5.3 rebotes e 4 assistências. Ainda teve tempo de fazer história, em 2007 tornou-se o jogador mais velho da história a pegar mais de 20 rebotes em uma partida, foram 22 contra o Nuggets, além disso tornou-se o segundo jogador da história em total de tocos atrás apenas de Hakeem Olajuwon. Em 2009 depois de 18 temporadas anunciou sua aposentadoria.
   Mutombo foi 8 x All-Star, 4 x Jogador de Defesa do Ano, 3 x All-NBA Primeiro Time de Defesa, 2 x Líder da liga em rebotes, 3 x Líder da liga em tocos e tem o número 55 aposentado pelo Atlanta Hawks, terminou sua carreira com médias de 9.8 pontos, 10.3 rebotes e 2.8 tocos por partida. Com toda certeza foi um dos grandes nomes da história e merece nossa homenagem.

Postar um comentário