sábado, 25 de junho de 2016

A esperança da Philadelphia

Escolha número 1 e já comparado com Lebron James

   Bryan Colangelo, presidente de operações do Philadelphia 76ers disse: "Ele é um facilitador, um distribuidor e ele vai ter a bola em suas mãos, muito. Ele vai fazer todos na quadra melhor. Ele vai fazer toda a nossa equipe melhor."
   Essa é a expectativa esperada para uma primeira escolha na Philadelphia, algo que só acontece uma vez por geração. Ele chega a liga com muita expectativa sobre si, nos Estados Unidos, muitos especialistas lhe tratam como a melhor primeira escolha do Draft desde Lebron James em 2003 e o consideram o melhor all-around desde Lebron. 
   A esperança dos Sixers recaí sobre os ombros de um jovem de 20 anos, mesmo com uma coleção de jogadores selecionados nas posições de cima do Draft o foco é todo de Simmons. Brett Brown terá o desafio de guiar e auxiliar o jovem atleta, um ala da LSU de 2,08 que tem um potencial absurdo. Os Sixers possuí muitos jogadores grandes no elenco, pivôs e ala/pivôs, Simmons será mais um jogador alto, mas que não tem muita profundidade na defesa, talvez vindo a jogar de ala apesar de sua elevada estatura. 
   Em sua primeira entrevista coletiva, disse que não necessita de uma posição: "Eu posso jogar em qualquer posição na quadra e contribuir. Você pode me colocar da 1 a 5 no ataque ou na defesa."
Ele possuí muita habilidade driblando a bola para alguém de seu tamanho, além de ser um excelente passador. Pode infiltrar para a cesta e possuí o corpo pronto para jogar na NBA, a única coisa que falta no seu jogo é um jump shot consistente, mas isso é algo que o Sixers pode lhe dar, sem falar que Brown tem um excelente relacionamento com Simmons, o que vem empolgando os dirigentes.
   Brown treinou o pai de Simmons na Austrália durante a década de 90, e conhece o jovem Simmons desde então. Por conta dessa relação pré-existente, Simmons disse que sente-se muito confortável e que não poderia pedir um lugar melhor para começar a sua carreira. Ele disse: "É muito especial. Isso é muito raro, mas era o momento perfeito para mim. Estou definitivamente no lugar certo."
   O australiano é a esperança dos Sixers e a sensação entre os novatos, todo mundo espera muito desse jovem atleta que mostra potencial desde seu ensino médio. Pela LSU teve médias de 19.2 pontos, 11.8 rebotes e 4.8 assistências em 33 partidas, infelizmente não conseguiu levar a equipe até o torneio da NCAA e foi um pouco contestado por isso, mas ainda assim o jovem joga demais e parece estar pronto para ser uma estrela da NBA. 
Postar um comentário