quarta-feira, 1 de junho de 2016

Prêmio de MVP das finais como funciona?

Adicionar legenda

   Esse post serve para explicar um pouco sobre o prêmio de MVP das Finais, como é feita a escolha do atleta e as regras para essa escolha. 
   O prêmio que era conhecido como MVP das  Finais, hoje em dia é nomeado Bill Russell MVP das Finais. Esse prêmio começou a ser concedido em 1969, a escolha é feita por nove membros da mídia após o encerramento de todos os jogos das finais. O mais votado é o vencedor, sendo que os fãs podem votar no site da NBA.com contando como o décimo jurado.
   Desde que foi criado o prêmio foi dado a 30 jogadores diferentes, sendo Michael Jordan o maior vencedor da história com 6 títulos. Jordan e Shaq são os únicos que conseguiram vencer o prêmio por três temporadas consecutivas, sendo que Jordan conseguiu o feito duas vezes. Magic Johnson é o único novato a vencer o prêmio e Andre Iguodala é o único reserva a conseguir o título.
   O fato mais interessante vem da primeira edição, em 1969, Jerry West foi o único jogador a vencer o prêmio sendo membro da equipe que perdeu as finais. West teve médias de 38 pontos por jogo, em uma série contra o Boston Celtics decidida no jogo 7. Depois disso, nenhum jogador da equipe que perdeu o título ganhou a premiação, o que não sei se é certo, ou justo melhor dizendo. 
   Se analisarmos o ano passado, temos um exemplo claro, Lebron teve médias de 24.6 pontos, 7 assistências e 8.6 rebotes em todos os jogos de Playoffs, e contra o Warriors teve médias de 35.8 pontos, 13.3 rebotes e 8.8 assistências. Ainda assim, o MVP foi Andre Iguodala, que marcou Lebron na série, e veio do banco com médias de 8.8 pontos, 3.6 rebotes e 3.6 assistências e contra o Cavs 16.3 pontos, 5.8 rebotes e 4.0 assistências. Não consegui informações que indiquem, mas ouvi e li em vários grupos que é uma regra que se dê o prêmio para um atleta da equipe vencedora.
   Não concordo com essa política, muitas vezes um jogador adversário pode estar fazendo chover, assim como West fez em 1969 e Lebron no ano passado e o prêmio é concedido a um jogador da equipe campeã que não teve uma atuação assim tão excepcional. Se realmente é uma regra, espero que um dia seja revista e modificada, pelo bem do jogo e do espetáculo. 
Postar um comentário