sábado, 9 de julho de 2016

Hoiberg e Rondo uma dupla que pode funcionar

Hoiberg ansioso para trabalhar com Rajon Rondo

   Hoiberg ainda não pode falar publicamente sobre a aquisição de Dwyane Wade, já que ainda não foi oficializada, mas sobre Rajon Rondo disse que ele e sua equipe já estão estudando as fitas sobre o atleta e vendo como ele vai se encaixar com Wade e o ala All-Star, Jimmy Butler.
   "Como equipe, estamos estamos no processo de assistir muitos filmes, vendo como certas equipes jogavam com certos jogadores na quadra. Eu joguei em uma equipe do Minnesota com Kevin Garnett, Sam Cassell e Latrell Sprewell, três caras que se poderia procurar para anotar uma cesta a qualquer momento. Dependendo de quem estivesse marcando, isso funcionava para nós. Funcionou, era um pouco instável no começo, acho que chegamos a 50% em 20 partidas, mas uma vez que funcionou, realmente decolou. A coisa que realmente estou mais animado com nossa equipe no próximo ano é a quantidade de playmakers que teremos, isso é tudo para o ataque, ter caras que recebam no garrafão e passam para fora. Nós ainda vamos tentar obter o máximo de arremessos do garrafão, mas eu estou animado com essa equipe." - disse o treinador antes da primeira partida do Bulls na Summer League.
   Rajon Rondo foi o líder em assistências da liga, com média de 11.7 por jogo, mas ele está com 30 anos e os Kings estavam dispostos a deixar o quatro vezes All-Star testar a agência livre, sendo assim, o Bulls será a sua quarta equipe em menos de dois anos. Hoiberg parece animado para treinar o experiente armador, ele e Rondo assistiram alguns vídeos juntos na visita do armador a Chicago e diz estar ansioso para trabalhar com o camisa 9.
   "Eu realmente estou animado com Rajon. Ele é cara que pode invadir o garrafão e fazer jogadas, obviamente sendo um cara que liderou a liga temporada passada com quase 12 pontos e 12 assistências. O que estou animado é sobre o quão inteligente e cerebral ele é, como ele pode observar a quadra, ler o jogo e fazer o certo. Quantos mais playmakers você tiver e mais caras que possam infiltrar o garrafão, melhor para você."
   As chegadas de Rondo e Wade foram surpreendentes para todos, e a recepção do Bulls é de que ambos vão trabalhar em conjunto com Jimmy Butler. Junto com o escritório, Hoiberg não quer se comprometer com Butler como o líder da equipe. O treinador disse: "É um esporte de equipe. Não estamos falando de tênis ou golfe aqui. Temos de ter cinco jogadores na quadra trabalhando juntos como uma engrenagem. Jimmy é um dos melhores jogadores do mundo no momento, e sei que está animado com as movimentações que fizemos na offseason. Ele está animado para chegar lá. Ele tem uma grande oportunidade a sua frente nesses próximos meses com a Seleção dos Estados Unidos, e está animado para vir para Chicago depois disso e trabalhar com seus companheiros. Então sim, é um jogo de equipe."
   Hoiberg foi contratado para melhor o ataque do Bulls, para fazer coisas inovadoras e na offseason com a chegada de Rondo e Wade, foram as aquisições dos piores alas arremessando da linha dos três pontos. Ainda assim, o treinador acredita que é apenas uma questão de adaptar o jogo aos atletas que possuí no elenco, particularmente como torcedor achei as aquisições boas e esperançosas o suficiente para apagar a saída de Rose da equipe. Realmente espero que o Bulls consiga voltar aos Playoffs ainda nessa temporada, mas ainda vejo falha a presença de garrafão, falta um pivô dominante na equipe e com certeza não é o Robin Lopez. Porém, com o tal do small ball bombando, quem sabe jogando com Rondo, Wade, Butler,Valentine e Gibson o Bulls não consegue fazer algo bom?
Postar um comentário