quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Greg Oden dá adeus as quadras

Fim da linha

   Greg Oden será conhecido eternamente como um dos maiores busts da história da NBA. O jogador que foi primeira escolha do Draft de 2007, pode não ter tido uma vida justa, mas sempre há esperança. Oden retornou para o lugar onde teve mais sucesso, Ohio State Universuty, aos 28 anos como aluno do segundo ano matriculado no programa indústria do esporte.
   Além disso, nessa temporada ele está ajudado o Treinador Thad Matta como assistente de alunos. Isso é o mais longe que ele vai com o basquete.
   "Acabou. Eu queria ficar em torno do basquete e o treinador me deu a salvação para estar aqui, para me dar algo para fazer com minhas tardes." - disse Oden à Indianapolis Star's Dana Hunsinger Benbow, sobre seu desejo de continuar a carreira profissional.
   Sua história continua sendo um conto cauteloso. A mesma franquia que selecionou Sam Bowie na frente de Michael Jordan em 1984, selecionou Greg Odem na frente de Kevin Durant em 2007, o Portland Trail Blazzers e suas boas escolhas. Depois de lesões no joelho que lhe custaram 82 jogos em duas temporadas, Oden estava fora da NBA até seu breve retorno em 2013/14 com o Miami Heat. Ele jogou na China no ano passado, mas em janeiro foi liberado pela sua equipe.
   Fora das quadras incidentes, incluindo uma fuga bizarra de fotos nuas, e muito mais sério, abuso de álcool e uma bateria carregada, também seguiu um nativo de Indianapolis. Oden disse que mudou-se para um caminho diferente, e está aconselhando os jogadores atuais sobre as armadilhas da vida na NBA.
   "Eu falei com eles sobre a situação e ir para os profissionais e o que é esperado."
   "Eu ainda estou tentando descobrir a minha vida. Desde que estive na quarta-série, tudo o que conheço foi o basquete. Estou apenas tentando trabalhar melhor na minha situação e definir alguma coisa para o futuro da minha família."
   Assim se encerra a carreira de um jovem, que está com apenas 28 anos, mas que não correspondeu as expectativas e sofreu com as lesões. Em Ohio State tinha médias de 15.7 pontos e 9.6 rebotes, mas na NBA em apenas 3 temporadas que realmente jogou teve médias de 8 pontos e 6.2 rebotes. Muito pouco para a primeira escolha do Draft, que tinha um potencial absurdo mas que foi apenas um jogador que passou pela NBA.
Postar um comentário