segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Heróis do passado: Dave Cowens

Cowens teve uma carreira brilhante
   Hoje nossa série vai lembrar a carreira do Hall da Fama, Dave Cowens, atleta de uma carreira brilhante com o Boston Celtics como atleta, e de um breve período como treinador da NBA e WNBA. Fãs dos basquete, principalmente do Celtics, venham conferir esse post.
   Cowens começou sua carreira no basquete jogando em Newport Catholic High, em sua cidade natal, antes de jogar na Universidade de Florida State. Por Florida atuou por quatro temporadas, com números impressionantes, ele teve médias de 19 pontos, 17.2 rebotes e 51,9% de aproveitamento dos arremessos, terminando sua carreira universitária entre os 10 maiores cestinhas de Florida State. Ele é o líder de todos os tempos em rebotes da universidade com um total de 1340, detêm o recorde da equipe de melhor média de rebotes com 17.5 por jogo, e a segunda melhor marca de Florida com 31 rebotes contra a LSU. Em 1970 foi All-American Segundo Time e tem o seu número aposentado pela universidade.
   Com uma carreira universitária tão boa esperava-se que fosse bem selecionado, mesmo com alguns críticos dizendo que era muito pequeno para jogar como pivô (2,06 m). Cowens foi escolhido na quarta posição do Draft de 1970, muito por conta de recomendações de Bill Russell. Na chegada já mostrou serviço, foi All-Rookie Primeiro Time e dividiu o prêmio de Novato do Ano com Geoff Petrie, postando médias de 17 pontos e 15 rebotes.
Jogador All-Around de muita qualidade
   Sua constante evolução lhe rendaram o título de MVP da NBA e do All-Star Game de 1973, quando teve médias de 20.5 pontos e 16.2 rebotes, melhores marcas de sua carreira. Ainda assim, juntou-se a Bill Russell como MVP de uma temporada sem ser eleito para a Primeira Equipe do torneio. Conseguiu dois títulos da NBA com os Celtics, em 1973/74 e 1975/76 dominando o garrafão nas duas oportunidades, com médias, sucessivamente de 20.5 pontos e 13.3 rebotes e 21 pontos e 16.4 rebotes. 
   Em 1980 se aposentou das quadras, mas retornou em 1982, por pressão de Don Nelson seu ex-companheiro de equipe que treinava o Milwaukee Bucks. Ele atuou uma única temporada, e aposentou-se de vez. Depois da era como atleta começou a caminhada como treinador, ainda em 1978/79 atuou como treinador e jogador no Boston Celtics. Depois disso, treinou o Bay State Bombardiers da CBA em 1984/85, voltou a NBA como assistente dos Spurs entre 1994 e 96, foi treinador principal do Charlotte Hornets entre 1996/99 onde teve a melhor fase da carreira de técnico, e treinou o Golden State Warriors entre 1999/01. Ele foi o primeiro treinador do Chicago Sky da WNBA, antes de juntar-se a comissão técnica do Detroit Pistons em 2006.
Carreira de treinador durou até 2009
   Na sua carreira teve médias de 17.6 pontos e 13.6 rebotes, foi 2 x Campeão da NBA, 1 x MVP da NBA, 1 x MVP do All-Star Game, 3 x All-NBA Segundo Time, 1 x All-NBA Primeiro Time de Defesa, 2 x All-NBA Segundo Time de Defesa, Novato do Ano, eleito um dos 50 melhores jogadores da história, e tem o seu número 18 aposentado pelos Celtics. Seu estilo de jogo All-Around lhe renderam muitos bons frutos em sua trajetória, prova disso é que é um dos únicos quatro jogadores (junto com Pippen, Lebron e Garnett) a liderar a sua franquia em pontos, rebotes, assistências, tocos e roubos de bola, em uma temporada, em 1977/78. Com essa carreira brilhante não poderia ficar sem ser homenageado.

   
Postar um comentário