segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Heróis do passado: Tom Satch Sanders

Tempos de New York University
   Hoje relembramos a carreira de Tom Satch Sanders, um dos grandes nomes do Boston Celtics, vencedor de oito anéis da NBA. Fãs dos Celtics e demais amantes do basquete, venham conhecer mais sobre esse ícone do basquete.
   Sanders teve uma boa carreira universitária, atuando pela New York University, onde conquistou o prêmio Haggerty Award, coroando-o como melhor jogador universitário da Divisão 1 de New York em 1960, além de ser três vezes terceiro time All-American. Sanders conseguiu levar a Universidade de New York a dois Final Four em 1959 e 60, com um recorde de 22-5 caíram para Ohio State nas semifinais do Final Four. Sua passagem pela universidade foi marcante, hoje em dia encontra-se como segundo em rebotes (923), terceiro em média de rebotes (13), oitavo em pontuação na carreira (16.8) e nono e percentual de arremesso (51,6%). 
   Com todo esse potencial, Sanders era um nome a ser disputado no Draft de 1960, e os Celtics tiveram a sorte de consegui-lo na oitava posição do Draft. Ele chegou a equipe de Boston e caiu como uma luva, suas médias na carreira de 9.6 pontos, 6.3 rebotes e 1.1 assistência, não demonstram a importância que teve para a franquia, principalmente nos oito títulos em que conquistou como jogador. 
   Sanders integrou uma dinastia celta, jogando ao lado de Bill Russell, Tom Heinsohn, Sam Jones, Bob Cousy e John Havlicek, não tinha como manter as médias da universidade. Mas o seu papel defensivo foi fundamental, sendo responsável por pegar rebotes e fechar a defesa. Ele aceitou o seu papel difícil, e era peça chave na equipe de Red Auerbach, sendo utilizado para marcar estrelas como Willis Reed, Elgin Baylor e Jerry Lucas, sem sua defesa forte talvez essa dinastia não tivesse prevalecido.
Sucesso nos Celtics, 13 anos de dedicação e 8 títulos
   O ala/pivô é o terceiro maior ganhador de títulos como jogador (8), perdendo apenas para Sam Jones e Bill Russell, seus companheiros de Celtics. Por seus serviços prestados, os Celtics aposentaram o seu número 16 e em 2011 ele tornou-se membro do Hall da Fama do Basquete. Ele foi 8 x Campeão da NBA e 1 x All-NBA Segundo Time de Defesa.
   Após sua aposentadoria em 1973, após 13 anos de basquete profissional e sempre como um celta, Sanders trabalhou como treinador na Universidade de Harvard de 1973 a 77, e nos Celtics em 1978. Sanders teve uma carreira maravilhosa, mesmo sem números absurdos, sempre foi importante na quadra em cada temporada que jogou e em todos os títulos.


   
Postar um comentário