terça-feira, 11 de abril de 2017

Heróis do passado: Phil Jackson

Carreira razoável como jogador
   Hoje vamos relembrar a carreira de um dos nomes mais famosos da história da NBA, talvez não como o jogador que foi, mas pelo treinador brilhante que conseguiu formar dinastias. Falaremos hoje sobre Phil Jackson, na minha opinião o melhor treinador da história.
   Phil Jackson é de Deer Lodge, Montana, e foi criado sobre as regras de seus pais, ambos ministros da Assembléia de Deus. O jovem criado em uma região remota de Montana junto com seus irmãos, somente foi ver filmes no último ano do ensino médio e dançar quando já estava na universidade. No ensino médio jogou basquete por Willinston, Dakota do Norte e levou o time a dois títulos estaduais. Além de jogar futebol americano, era pitcher no baseball, e lançava disco nas competições de atletismo. 
   Quando saiu da escola foi estudar na Universidade de Dakota do Norte, levando a equipe a terceira e quarta posições das finais da NCAA Divisão II. Em seus três anos teve médias de 19.9 pontos e 12.9 rebotes, boas médias que lhe garantiram uma vaga na NBA.
   Jackson foi selecionado pelo New York Knicks na segunda rodada, na 17° posição do Draft de 1967. Phil era um bom atleta all-around com braços excepcionalmente longos, limitado ofensivamente, mas compensando com inteligência tática e uma sólida defesa. Estabeleceu-se como um dos favoritos dos fãs e um dos principais reservas da NBA, embora tivesse pouco tempo de jogo.  Na temporada de 1969-70 não jogou, devido a uma lesão nas costas, na temporada 1972-73 foi campeão da NBA com médias de 8.7 pontos e 4.2 rebotes. 
   Na temporada seguinte ao título, com vários jogadores se aposentando, Phil teve a oportunidade de jogar como titular e teve a sua melhor marca de pontos 11.1 e a segunda melhor em rebotes com 5.8. Em 1978 saiu dos Knicks e foi atuar por dois anos no New Jersey Nets, onde encerrou sua carreira em 1980. Aposentou-se após 12 temporadas como jogador, com médias de 6.7 pontos e 4.3 rebotes e 1.1 assistências, foi 2 x Campeão da NBA, membro do Primeiro Time dos Novatos e atuou quase sempre como reserva.
Dupla de sucesso, seis anéis
   Logo depois de deixar as quadras virou treinador, começando na CBA e depois na Liga de Basquete de Porto Rico, na CBA em 1984 conquistou o primeiro título como treinador, mas sempre buscava uma oportunidade na NBA. Chegou a NBA pelo Bulls em 1987, como auxiliar de Doug Collins, e tornou-se o principal treinador em 1989. Já em 1991 conquistou seu primeiro título da NBA e seu primeiro three-peat. Em 1989 conheceu Tex Winter e aprimorou o melhor sistema de ataque do basquete, o triângulo ofensivo que funcionou bem, com o Bulls foi aos Playoffs em todas as temporadas e conquistou o título em todas as seis finais que disputou. Ele deixou o cargo por problemas com Jerry Krause, que quase desmantelou o Bulls ao longo dos anos, Pippen e Jordan tiveram seus problemas com o gerente. Mesmo com um terceiro three-peat, Phil deixou o Bulls em 1998 e após um ano de folga achou outro lugar para brilhar.
Dupla forte, cinco anéis
   Em 1999 foi para Los Angeles, treinar os Lakers logo de cara embalou uma sequência de três títulos, mas teve problemas com Kobe, que não queria se adequar ao estilo de jogo de Jackson, procurando muitas vezes o confronto de 1 x 1. Phil chegou a pedir a troca de Kobe, obviamente não atendido pela direção dos Lakers. Depois um período chegando perto, Phil saiu e retornou ao Lakers, conquistando 900 vitórias a carreira, o mais jovem da história a atingir o feito, em 2008 tornou-se o sexto treinador da história a atingir 1000 vitórias. Nas temporadas 2009 e 2010 conquistou mais dois títulos da NBA, é o maior vencedor como treinador da franquia, deixou a equipe em 2011 após a derrota nas semifinais para os Mavericks. 
   Como treinador, pra mim o melhor da história é membro do Hall da Fama, único a ter 1000 vitórias em menos de 1900 jogos treinados, tem o maior percentual de vitória entre todos os treinadores do Hall da Fama, tem 70,4% de aproveitamento (1155 V - 485 D), é o único treinador a ganhar 10 títulos em qualquer uma das grandes ligas, é um dos dez melhores treinadores da história e foi o treinador do ano em 1996, sem falar nos 11 títulos da NBA como treinador.
   Depois disso temos o Phil que todos conhecem, ou tem visto, como gerente dos Knicks, algo que começou em 2014 depois de muita negociação e que vai em altos em baixos, mais baixos que altos. Mesmo assim não apaga a estrela que Phil possuí, um dos melhores da história como treinador, senão o melhor.
Postar um comentário