terça-feira, 11 de abril de 2017

Será que fica?

Um dos agentes livres mais cobiçados da próxima janela

   Essa é a pergunta que não quer calar quando pensamos no futuro do ala All-Star, Gordon Hayward que será agente livre ao final dessa temporada. 
Seu companheiro de equipe, Rudy Gobert respondeu essa pergunta com outra:
   "Eu só vou perguntar (para Hayward), você quer ganhar um campeonato? Eu sinto pela maneira como nós melhoramos nos últimos anos, desde que o treinador Quin Snyder chegou aqui, acho que não seria uma boa decisão sair agora". - disse o pivô à Alex Kennedy do HoopsHype.
   "Ao mesmo tempo, eu sei que as vezes existem decisões pessoais e realmente não consigo controlar nada disso, mas eu sei que ele gosta de ganhar. Sei que gosta aqui de Utah, e sua esposa e filhos gostam daqui também. Se ele não quer mais morar aqui, ou se existe outra cidade em que ele queira morar, ou ele sente que tem mais chances de ganhar um campeonato em outro lugar, é decisão dele. Mas eu realmente vou lembrá-lo que quero ganhar um campeonato, e acho que podemos fazer isso. Se ele ficar, acho que teremos chances, mas ainda vai ser a decisão dele no final do dia".
   A equipe de Utah ainda não é um contender ao título, mas estão indo no caminho certo para isso. Com Gobert e Hawyard o Jazz chegou a quarta posição do lado oeste, finalmente acabando com uma sequência de quatro anos sem participar dos Playoffs.
   Gobert, que agora têm 24 anos, está a quatro temporadas no Jazz e possuí contrato até a temporada 2020/21. O francês disse que consegue jogando por toda sua carreira em Salt Lake City.
   "Eu, obviamente, amo viver em Utah e quero ganhar, como disse. Então, se o objetivo é vencer um campeonato em breve não há motivo para sair. Eu amo o meu treinador, amo os meus fãs, eu amo a organização. Não tenho nenhuma razão para pensar em sair".
   A esperança de Gobert, e dos fãs do Utah Jazz são de que Hawyard queira permanecer com a franquia, o jogador que está com 26 anos e sempre jogou na cidade têm suas melhores marcas na carreira em pontos (22) e rebotes (5.4) por jogo. Mesmo que para muitos analistas e torcedores não seja um jogador fantástico, é um ótimo agente livre e têm muita bola para jogar, cairia como uma luva em várias franquias. Vamos acompanhar as movimentações, mas acho difícil que consigam segurar Hayward em Utah.
Postar um comentário