segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Heróis do passado: Brian Winters

Primeira temporada com o Lakers
   Fala galera, chegando mais um texto da nossa série Heróis do passado. Hoje relembramos a carreira de Brian Winters, ala/armador que passou pelo Lakers e teve grande sucesso no Milwaukee Bucks, até com seu número aposentado. Não conhece ele? Vem conferir!
   Brian Winters começou a jogar basquete na Arcebispo Molloy High School, no Queens em New York, onde graduou-se em 1970. Ano que foi jogar basquete na NCAA pela Universidade da Carolina do Sul, sua primeira temporada foi de números expressivos, médias de 23 pontos e 9.8 rebotes. Nas duas temporadas seguintes suas médias caíram muito, mas seu último ano bom o suficiente para lhe alavancar para a NBA, na temporada 1973/74 anotou 20 pontos e pegou 3.1 rebotes.
   Chegou a NBA em 1974 quando foi a 12° escolha do Draft pelo Los Angeles Lakers. Não se sabia muito o que esperar do atleta, visto que vinha de duas temporadas ruins na NCAA, porém na NBA foi muito bem. Em seu ano de novato foi All-Rookie Primeiro Time com médias de 11.7 pontos, 2.9 assistências e 2 rebotes, era um excelente backup para o esquema da equipe. 
Fez história em Milwaukee
   Na temporada seguinte foi envolvido em uma troca para a aquisição de Kareem Abdul-Jabbar e acabou parando no Bucks. Tornou-se atleta titular da equipe de Milawaukee e viveu seus melhores anos como atleta profissional, nas primeiras quatro temporadas com a nova equipe teve médias de 18 ou mais pontos e quase 5 assistências por partida. No ano da troca, sua temporada de estreia na nova casa, teve médias de 18.2 pontos, 4.7 assistências e 3.2 rebotes, provavelmente poderia ser o MIP da liga se existisse o prêmio na época. 
   Sua segunda temporada lhe rendeu a sua primeira aparição no All-Star Game, a segunda vez que participou foi dois anos depois quando teve as melhores marcas de sua carreira com 19.9 pontos, 3.1 rebotes e 4.9 assistências. Atuou por nove temporadas com os Bucks, e foi um dos atletas que manteve a equipe competitiva nos anos 80, jogou apenas até os 30 anos e teve médias de 16.2 pontos, 4.1 assistências e 2.6 rebotes na carreira, sendo 2 x All-Star, NBA Rookie Primeiro Time e tendo o seu número #32 aposentado pelos Bucks. 
Foi técnico e auxiliar
   Depois de sair das quadras como jogador, retornou como assistente técnico de Pete Carril em Princeton. Passou sete anos no Cleveland Cavaliers ao lado de Lenny Wilkens, passou dois anos no Atlanta Hawks e foi o primeiro treinador da nova franquia Vancouver Grizzlies (atualmente em Memphis). Treinou o Denver Nuggets, Golden State Warriors, Atlanta Fivers da WNBA levando a equipe a Playoffs consecutivos, trabalhou com o Indiana Pacers e seu último trabalho foi com o Charlotte Bobcats em 2012/13.


   
Postar um comentário