segunda-feira, 19 de março de 2018

Heróis do passado: Bill Bradley

Jogador brilhante no ensino médio e universidade
   Hoje nossa série vai falar sobre um grande atleta da década de 60, e o mais interessante é sua vida após a NBA, o mundo político. O cara foi senador e até mesmo candidato a presidência em 2000, falaremos hoje de Bill Bradley grande nome dos Knicks. Não conhece a lenda? Chega mais.
   Bradley começou a jogar basquete aos 9 anos, no ensino médio era a estrela de sua escola, Crystal City High School, onde anotou 3068 pontos, foi duas vezes All-American e nomeado para a Associação dos Alunos Conselheiros do Missouri. Suas habilidades lhe renderam 75 possibilidades de bolsas, embora tenha escolhido entre apenas 5 delas e só teve 485 ponto no SAT de 800, o que normalmente faria com que escolas seletivas como Princeton o rejeitassem.
   Sua dedicação lhe renderam uma vaga na Universidade, durante o ensino médio Bradley treinava três horas e meia todos os dias após as aulas, das nove as cinco nos sábados e da uma meia as cinco nos domingos, e no verão três horas por dia. Isso ele levou para a universidade e mantinha esse treino, ele treinava com pesos nos pés em slalom para driblar cadeiras e usava um óculos com venda para melhorar o drible. 
   Ele foi considerado o melhor jogador do ensino médio do país, optando por estudar em Duke em 1961. No entanto, no verão de 1961 quebrou o pé jogando beisebol e teve de mudar de opção para algo fora do basquete. Assim, escolheu Princeton, mas não pode receber uma bolsa pois a Ivy League não permitia que seus membros concedessem bolsas para atletas. Seus três anos em Princeton foram absurdos, ele teve médias de 27.3 pontos, 32.3 pontos e 30.5 pontos consecutivamente, quebrou o recorde do país de lances-livres consecutivos convertidos e já era considerado a nível profissional em seu segundo ano de NCAA. 
   Foi eleito duas vezes o jogador ano, além de jogar pela equipe de beisebol também, além de ter sido escolhido por unanimidade para representar os EUA nos Jogos Olímpicos de 1964. Era o atleta mais jovem e o único universitário, por sua qualidade e habilidades era chamado de Oscar Robertson Branco, em seu último ano foi eleito o MOP do Final Four mesmo com a derrota na semifinal para Michigan. Em 1965 ele venceu o prêmio de melhor atleta amador dos EUA, o primeiro jogador de basquete e o segundo de Princeton a conquistar o prêmio. Bradley detém uma série de recordes da NCAA e Princeton, maior cestinha da universidade, da Ivy League detém as marcas de pontos totais e média, lances-livres feitos, e percentual de lance-livre (90%).
Lenda nos Knicks
   Sua carreira na NBA começou em 1965, último ano da regra do Draft territorial, onde uma equipe da região da cidade poderia escolher os atletas das universidades mais próximas. Os Knicks estavam uma milha mais próximo de Princeton que os Sixers e escolheram Bradley, mas ele não assinou imediatamente com a equipe. Foi para Itália jogar basquete no Olimpia Milano, onde venceu um torneio que seria a atual Euroliga, depois passou seis meses na Força Aérea e só em 1977 assinou com a equipe de New York.
   Ainda nesse período ele concluiu uma pós-graduação em Política, Filosofia e Economia em Oxford, obviamente ele se juntou aos Knicks um pouco depois, perdendo toda a pré-temporada. Começou sua carreira profissional como ala-armador, embora sempre tenha jogado como ala, não funcionou nem para ele, nem para os Knicks. Bradley teve médias de 8 pontos, 3 rebotes e 2.5 assistências como novato, na temporada seguinte, jogando como ala as coisas melhoraram suas médias foram de 12.4 pontos, 4.3 rebotes e 3.7 assistências.
Durante corrida para presidente em 2000
   Suas médias seguiram melhorando e os Knicks conquistaram seu primeiro título em 1969/70 onde teve médias de 12.4 pontos, 3.8 rebotes e 3.2 assistências nos Playoffs. Mas sua melhor temporada foi a de 1972/73, quando foi novamente campeão da NBA e eleito All-Star com sua melhores marcas na carreira, com 16.1 pontos, 4.5 assistências e 3.7 rebotes. Depois de 10 temporadas, todas com as cores dos Knicks retirou-se das quadras na temporada 1976/77, com 742 partidas e uma média de 12.4 pontos, 3.4 assistências e 3.2 rebotes, sendo 1 x All-Star e 2 x Campeão da NBA. Em 1983 entrou pro Hall da Fama e no ano seguinte teve seu número (#24) aposentado pelos Knikcs, é um dos únicos atletas da história a ter título da Euroliga, NBA e medalha de ouro olímpica.
   Logo que se aposentou dos Knicks ele se candidatou como senador no Missouri, onde fazia campanha para alguns democratas anteriormente. Ele foi eleito em 1980 e fez uma série de reformas, algumas delas com relações a deduções de impostos, apoio à criança e sua saúde, reforma nas finanças de campanha. Ele ocupou o cargo e foi sendo reeleito até 1995, quando renunciou. Em 2000 foi pré-candidato mas acabou não vencendo nenhuma preliminar de campanha e retirou seu nome da corrida presidencial, mesmo com apoio de senadores de renome e celebridades como Michael Jordan, e Phil Jackson.
   
Postar um comentário