domingo, 4 de março de 2018

Um futuro promissor

Bagley III domina segundo tempo e Duke vence


   Provavelmente se você já acompanhou a NCAA ou olha vídeos no youtube sobre basquete deve conhecer, Marvin Bagley III, atleta de Duke. Antes de entrar na NCAA já era um atleta notável, mas agora atuando por Duke nessa temporada têm mostrado seu valor e já é cotado como 1° escolha do Draft.
   Ontem a noite ele deu mais uma prova de sua qualidade e nível de basquete, na vitória contra North Carolina nos domínios do adversário, ele anotou 21 pontos e pegou 15 rebotes em uma virada incrível por 74 a 64. O começo do jogo deve ter enlouquecido Coach K, nos primeiros 25 minutos os Blue Devils acertaram apenas 1/12 nas bolas de três e e 4/14 nos lances-livres, terminando o primeiro tempo perdendo de 42 a 29. Com os Tar Heels encontrando os buracos da zona, parecia que Duke iria para o troneio da ACC com duas derrotas consecutivas.
   Só parecia, foi a hora de Bagley III detonar com o jogo. Antes dele, alguns colegas abriram caminho, Trevon Duval que acerta apenas 27,4% das bolas de três abriu o caminho com uma cesta de três, depois foi uma sequência de 8 em 11. Foram três de Gary Trent Jr., uma de Carter Jr. e uma de Bagley III. Enquanto chovia bolas de três, Bagley fazia a festa no garrafão, dominando completamente as ações da área pintada. Depois de sofrer no primeiro tempo, ele detonou no segundo, explodiu para 18 pontos e 11 rebotes, faltando 10 minutos para acabar o jogo ele acertou uma bola de três da cabeça do garrafão, algo que nem é seu forte, tendo em vista que antes dessa cesta tinha arremessado apenas 17 bolas de três na temporada.
   Ainda assim, Bagley é um arremessador de alta qualidade, e deixá-lo livre é um erro, mesmo na linha dos três pontos. Em um período de dois minutos todo o potencial dele explodiu, fez cestas e sofreu faltas, pegou rebotes ofensivos, acertou arremessos marcado. 
   Mas não foi nenhuma mágica, essa equipe de Duke já mostrou mais de uma vez na temporada que consegue virar jogos que o digam Michigan, Texas, Flórida, Indiana, Florida State e Miami, que acreditavam estar com a vitória nas mãos mas viram Duke virar o jogo nos últimos 10 minutos. Isso não quer dizer que são invencíveis, até porque perderam de equipes mais fracas como St. John's e Boston College.
   Duke é sempre Duke, mais uma vez com chances reais de ser campeão da NCAA e com uma arma como Bagley tudo é possível. É só lembrarmos de Duke da temporada 2014/15 e sabemos o final.
Postar um comentário